Avaliação sorológica de imunização contra o sarampo com duas doses administradas aos 6 e 11 meses de idade: estudo prospectivo

Avaliação sorológica de imunização contra o sarampo com duas doses administradas aos 6 e 11 meses de idade: estudo prospectivo

Título alternativo Serologic efficacy of a two dose measles vaccination schedule at 6 and 11 months of age: a prospective study
Autor Pannuti, Claudio Sergio Google Scholar
Souza, Vanda Akico. Ueda Fick de Google Scholar
Sato, Helena Keico Google Scholar
Fink, Maria Cristina Domingues da Silva Google Scholar
Ribeiro, Mirian I. Google Scholar
Hisi, Sumie K. Google Scholar
Castelo Filho, Adauto Autor UNIFESP Google Scholar
Mendonca, Joao Silva de Google Scholar
Instituição Instituto de Medicina Tropical de São Paulo
Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo Centro de Vigilância Epidemiológica
Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo
Resumo A prospective study was designed to evaluate the serologic efficacy of a two dose meas les vaccination schedule, at 6 months and 11 months of age. Infants were given a further attenuated measles virus vaccine (BIKEN CAM 70, Fundação Oswaldo Cruz) and serum samples were tested for measles antibodies using the indirect immunofluorescence technique (IFA) and ELISA. Seroconversion rates 6 to 12 months (mean of 8.0 ±1.7 months) following the second dose of measles vaccine were 88.5% (85/96) by IFA and 96.8% (93/96) by ELISA. No measles cases were reported during the study period. In regions where a significant proportion of measles cases occurs before nine months of age, vaccination with a two doses schedule, at 6 and 11 months of age, may represent an alternative for measles control.

A eficácia sorológica de um esquema de vacinação contra o sarampo empregando duas doses da vacina BIKEN CAM 70, sendo a primeira dose administrada aos 6 meses de idade e a segunda aos 11 meses de idade foi avaliada através de um estudo prospectivo. A amostra de sangue foi colhida entre 6 e 12 meses (média de 8,0 ± 1,7 meses) após a segunda dose da vacina, tendo-se empregado para pesquisa de anticorpos específicos a reação de imunofluorescência indireta (RIFI) e a técnica imunoenzimática ELISA. Anticorpos para o sarampo na amostra de sangue pós-vacinal foram detectados em 88,5% (85/96) das crianças quando foi empregada a RIFI e em 96,8% (93/96) quando se empregou a técnica imunoenzimática ELISA. Nenhuma das crianças apresentou, durante o período do estudo, quadro clínico compatível com sarampo. Em regiões em que uma proporção significativa de casos ocorrem antes dos 9 meses de idade, o esquema de vacinação de 2 doses, a primeira aos 6 e a segunda aos 11 meses de idade, pode representar alternativa válida para o controle do sarampo.
Palavra-chave Sarampo
Vacinação
Idioma Português
Data de publicação 1990-12-01
Publicado em Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical, v. 32, n. 6, p. 450-455, 1990.
ISSN 0036-4665 (Sherpa/Romeo)
Publicador Instituto de Medicina Tropical
Extensão 450-455
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46651990000600010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0036-46651990000600010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/261

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0036-46651990000600010.pdf
Tamanho: 427.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta