Densidade mineral óssea de adolescentes com sobrepeso e obesidade

Densidade mineral óssea de adolescentes com sobrepeso e obesidade

Título alternativo Bone mineral density in overweight and obese adolescents
Autor Cobayashi, Fernanda Autor UNIFESP Google Scholar
Lopes, Luiz A. Autor UNIFESP Google Scholar
Taddei, Jose Augusto de Aguiar Carrazedo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de Santo Amaro
Resumo OBJECTIVE: to study bone density as a concomitant factor for obesity in post-pubertal adolescents, controlling for other variables that may interfere in such a relation. METHODS: Study comprising 83 overweight and obese adolescents (BMI > P85) and 89 non obese ones (P5 < BMI < P85). Cases and controls were selected out of 1,420 students (aged 14-19) from a public school in the city of São Paulo. The bone mineral density of the lumbar spine (L2-L4 in g/cm²) was assessed by dual-energy x-ray absorptiometry (LUNAR DPX-L). The variable bone density was dichotomized using 1.194 g/cm² as cutoff point. Bivariate analyses were conducted considering the prevalence of overweight and obesity followed by multivariate analysis (logistic regression) according to a hierarchical conceptual model. RESULTS: The prevalence of bone density above the median was twice more frequent among cases (69.3%) than among controls (32.1%). In the bivariate analysis such prevalence resulted in an odds ratio (OR) of 4.78. The logistic regression model showed that the association between obesity and mineral density is yet more intense with an OR of 6.65 after the control of variables related to sedentary lifestyle and intake of milk and dairy products. CONCLUSION: Obese and overweight adolescents in the final stages of sexual maturity presented higher bone mineral density in relation to their normal-weight counterparts; however, cohort studies will be necessary to evaluate the influence of such characteristic on bone resistance in adulthood and, consequently, on the incidence of osteopenia and osteoporosis at older ages.

OBJETIVO: Estudar a densidade óssea como fator concomitante da obesidade em adolescentes pós-púberes, controlando outras variáveis que possam interferir nessa relação. MÉTODOS: Estudo com 83 sobrepesos e obesos (IMC > P85) e 89 não obesos (P5 < IMC < P85). Casos e controles foram selecionados entre 1420 estudantes (14-19 anos) de escola pública na cidade de São Paulo. A densidade mineral óssea de coluna (L2-L4 em g/cm²) foi avaliada por meio de densitometria de duplo feixe de raios X (LUNAR® DPX-L). A variável densidade óssea foi categorizada utilizando a mediana 1,194 g/cm² como ponto de corte. Foram realizadas análises bivariadas, observando-se a prevalência de sobrepeso e obesidade. Em seguida, procedeu-se à análise multivariada (regressão logística), de acordo com um modelo conceitual hierárquico. RESULTADOS: A prevalência de densidade óssea acima da mediana foi duas vezes mais freqüente entre os casos (69,3%) do que entre os controles (32,1%). Na análise bivariada, tais prevalências resultaram em odds ratio (OR) de 4,78. O modelo de regressão logística mostrou que a associação entre obesidade e densidade mineral é ainda mais intensa com OR de 6,65, após o controle das variáveis relacionadas ao sedentarismo e ao consumo de leite e derivados. CONCLUSÃO: Observou-se, neste estudo, que adolescentes com sobrepeso e obesidade nos estadios finais da maturação sexual apresentaram maior densidade mineral óssea com relação aos seus pares eutróficos. No entanto, estudos de coorte serão necessários para avaliar a influência dessa característica sobre a resistência óssea na vida adulta e, conseqüentemente, sobre a incidência de osteopenia e osteoporose em faixas etárias mais avançadas.
Palavra-chave Obesity
bone density
adolescent
osteoporosis
Obesidade
densidade óssea
adolescente
osteoporose
Idioma Português
Data de publicação 2005-08-01
Publicado em Jornal de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria, v. 81, n. 4, p. 337-342, 2005.
ISSN 0021-7557 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Pediatria
Extensão 337-342
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572005000500013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0021-75572005000500013 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2607

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0021-75572005000500013.pdf
Tamanho: 138.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta