A ressonância magnética do quadril na avaliação de pacientes com artrite reumatóide: estudo descritivo

A ressonância magnética do quadril na avaliação de pacientes com artrite reumatóide: estudo descritivo

Título alternativo Magnetic resonance imaging of the hip in rheumatoid arthritis patients: a descriptive study
Autor Caldana, Wanda Chiyoko Iwakami Autor UNIFESP Google Scholar
Ciconelli, Rozana Mesquita Autor UNIFESP Google Scholar
Juliano, Yara Autor UNIFESP Google Scholar
Fernandes, Artur da Rocha Correa Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To assess the usefulness of MRI as a diagnostic method in patients with rheumatoid arthritis, and to evaluate the frequency of changes in the hip in symptomatic and asymptomatic patients. MATERIALS AND METHODS: Forty patients (17 symptomatic and 23 asymptomatic) were evaluated by 1.5 T magnetic resonance imaging (MRI) after intravenous contrast media injection. MRI findings were divided in inflammatory, degenerative, combined (inflammatory and degenerative) and extra-articular changes. RESULTS: The most frequent findings seen were degenerative and extra-articular changes (22.5% each). Inflammatory changes were seen in only five (12.5%) symptomatic patients, four of them with degenerative findings associated (10%). CONCLUSION: The use of MRI of the hip allowed the evaluation of the main articular abnormalities seen in patients with rheumatoid arthritis. The most frequent findings were degenerative and extra-articular changes. Inflammatory findings were seen in only five patients, four of them with degenerative changes associated.

OBJETIVO: Avaliar o valor da ressonância magnética (RM) como modalidade diagnóstica de imagem em pacientes com artrite reumatóide e estimar a freqüência das alterações no quadril em pacientes sintomáticos e assintomáticos. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliados 40 pacientes (17 sintomáticos e 23 assintomáticos) em equipamento de RM com 1,5 T, com o uso do contraste endovenoso. Os achados de RM foram subdivididos em alterações inflamatórias, degenerativas, mistas (inflamatórias e degenerativas) e extra-articulares. RESULTADOS: As alterações mais freqüentes na RM de quadril dos pacientes sintomáticos e assintomáticos foram dos tipos degenerativas (22,5%) e extra-articulares (22,5%). Apenas cinco dos pacientes sintomáticos apresentaram achados inflamatórios (12,5%), sendo quatro (10%) com alterações degenerativas associadas (alterações mistas). CONCLUSÃO: O estudo permitiu avaliar as principais alterações encontradas em pacientes portadores de artrite reumatóide pela RM. As alterações mais freqüentes na RM do quadril desses pacientes foram dos tipos degenerativas e extra-articulares (22,5% de cada grupo). Apenas cinco dos pacientes sintomáticos apresentaram achados inflamatórios (12,5%), sendo quatro (10%) com alterações degenerativas associadas.
Palavra-chave Magnetic resonance imaging
Hip
Rheumatoid arthritis
Adult
Ressonância magnética
Quadril
Artrite reumatóide
Adulto
Idioma Português
Data de publicação 2005-08-01
Publicado em Radiologia Brasileira. Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, v. 38, n. 4, p. 255-260, 2005.
ISSN 0100-3984 (Sherpa/Romeo)
Publicador Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Extensão 255-260
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-39842005000400005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-39842005000400005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2602

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-39842005000400005.pdf
Tamanho: 183.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta