Histopatologia e imunopatologia de glândulas salivares menores de pacientes com síndrome de Sjögren (SSj)

Histopatologia e imunopatologia de glândulas salivares menores de pacientes com síndrome de Sjögren (SSj)

Título alternativo Histopathology and immunopathology in minor salivary glands of patients with Sjögren's syndrome (SSj)
Autor Barcellos, Karin Spat Albino Autor UNIFESP Google Scholar
Andrade, Luiz Eduardo Coelho Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Sjögren's syndrome (SSj) is a chronic autoimmune disorder characterized by lymphocytic infiltration of the exocrine glands with concomitant destruction of the glandular tissue, affecting predominantly salivary and lacrimal glands. The inflammatory infiltrate begins around ductal epithelial cells, extending and replacing the functional tissue. It consists predominantly of CD4+ T cells, with fewer CD8+ T cells, B cells, and plasma cells. The plasmacellular infiltrate consists of large amounts of IgG and IgM containing plasma cells. Some studies have revealed a predominant Th1 pattern of cytokines and chemokine expression in minor salivary glands of SSj patients. An increased expression of vascular endothelial and lymphocyte adhesion molecules was found on the minor salivary glands of patients with SSj. It was documented that glandular epithelial cells of SSj patients express HLA-DR antigens, and that structures resembling ectopic germinal centers were found in minor salivary glands of SSj patients. The mechanisms that initiate the inflammatory process in minor salivary glands of SSj patients remain unknown, but recent studies have shown that the glandular epithelial cells of SSj patients have a role in the pathogenesis of the disease.

A síndrome de Sjögren (SSj) é uma doença auto-imune caracterizada por infiltração linfocitária em glândulas exócrinas e destruição do tecido glandular, com franca preferência por glândulas salivares e lacrimais. O infiltrado inflamatório inicia-se ao redor das células epiteliais ductais, espalhando-se e substituindo o tecido funcional. Consiste predominantemente de células T CD4+ e, em menores quantidades, células T CD8+, células B e plasmócitos. O infiltrado plasmocitário consiste de grandes quantidades de plasmócitos contendo IgG e IgM. Alguns estudos revelaram um padrão predominante de citocinas Th1 e expressão de quimiocinas nas glândulas salivares menores de pacientes com SSj. Foi observado, também, um aumento na expressão de moléculas de adesão endotelial e linfocitária nessas glândulas salivares. Foi documentada a expressão do antígeno HLA-DR pelas células epiteliais glandulares de pacientes com SSj e a presença de estruturas semelhantes a centros germinativos em glândulas salivares menores de alguns pacientes. Os mecanismos que desencadeiam o processo inflamatório em glândulas salivares menores de pacientes com SSj ainda não são conhecidos, mas recentes estudos demonstraram que as células epiteliais glandulares desses pacientes estão implicadas na patogênese da doença.
Palavra-chave Sjögren's syndrome
minor salivary glands
histopathology
síndrome de Sjögren
glândulas salivares menores
histopatologia
Idioma Português
Data de publicação 2005-08-01
Publicado em Revista Brasileira de Reumatologia. Sociedade Brasileira de Reumatologia, v. 45, n. 4, p. 215-223, 2005.
ISSN 0482-5004 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Reumatologia
Extensão 215-223
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0482-50042005000400005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0482-50042005000400005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2597

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0482-50042005000400005.pdf
Tamanho: 4.133MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta