O exercício físico e os aspectos psicobiológicos

O exercício físico e os aspectos psicobiológicos

Título alternativo Physical exercise and the psychobiological aspects
El ejercicio físico y los aspectos psicobiológicos
Autor Mello, Marco Tulio de Autor UNIFESP Google Scholar
Boscolo, Rita Aurélia Autor UNIFESP Google Scholar
Esteves, Andrea Maculano Autor UNIFESP Google Scholar
Tufik, Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Associação Fundo de Incentivo à Psicofarmacologia
Resumo The objective of this review is to address part of the studies on an issue not much explored: the relation between physical exercise and the psychobiological aspects. The importance of understanding these aspects and how they affect the quality of life of the human being is what stimulates researches on this issue. The literature stresses the fact that the regular practice of physical exercise produces positive results not only regarding sleep and its possible disorders, but also regarding the psychological aspects and the mood disorders, such as anxiety and depression, and the cognitive aspects, such as memory and learning. However, there are individuals who engage in the practice of physical exercise with such intensity and/or frequency, or yet, who make use of illegal drugs that can bring harmful effects to their health, as the case of physical exercise dependents and anabolic steroids users. Physical exercises cause physiological, biochemical and psychological alterations and, therefore, may be considered as a non-medication intervention for the treatment of disorders associated to the psychobiological aspects.

El objetivo de esta revisión es trazer parte de los estudios sobre un asunto poco explorado: la relación ejercicio físico y los aspectos psicobiológicos. La importancia de la comprensión de estos aspectos y como ellos afectan la calidad de vida del ser humano és lo que estimula las pesquisas sobre este asunto. La literatura destaca que la práctica regular del ejercicio físico trae resultados positivos no solamente al sueño y a los posibles distúrbios, más también a los aspectos psicológicos y los trastornos del humor, como la ansiedad y la depresión, y los aspectos cognitivos, como la memoria y el aprendizaje. Con todo hay individuos que se envuelven en la práctica de ejercícios físicos con tal intensidad y / o frecuencia o, donde, hacen usos de drogas ilícitas que pueden traer perjuicios a la salud, como por ejemplo, el dependiente del ejercicio físico y el usuario de esteroides anabolizantes. El ejercicio físico provoca alteraciones fisiológicas, bioquímicas y psicológicas, por lo tanto puede ser considerado una intervención no medicamentosa para el tratamiento de disturbios relacionados a los aspectos psicobiológicos.

O objetivo desta revisão é trazer parte dos estudos sobre um assunto pouco explorado: a relação entre o exercício físico e os aspectos psicobiológicos. A importância da compreensão desses aspectos e como eles afetam a qualidade de vida do ser humano é o que estimula as pesquisas sobre esse assunto. A literatura destaca que a prática regular de exercício físico traz resultados positivos não somente ao sono e aos seus possíveis distúrbios, mas também aos aspectos psicológicos e aos transtornos de humor, como a ansiedade e a depressão, e aos aspectos cognitivos, como a memória e a aprendizagem. Contudo, há indivíduos que se envolvem na prática de exercícios físicos com tal intensidade e/ou freqüência ou, ainda, fazem uso de drogas ilícitas que podem trazer prejuízos à saúde, como, por exemplo, o dependente de exercício físico e o usuário de esteróides anabolizantes. O exercício físico provoca alterações fisiológicas, bioquímicas e psicológicas, portanto, pode ser considerado uma intervenção não-medicamentosa para o tratamento de distúrbios relacionados aos aspectos psicobiológicos.
Palavra-chave Psychobiology
Physical activity
Memory
Sleep
Dependence and depression
Psicobiologia
Atividade física
Sono
Memória
Dependência e depressão
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data de publicação 2005-06-01
Publicado em Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte, v. 11, n. 3, p. 203-207, 2005.
ISSN 1517-8692 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Extensão 203-207
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922005000300010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1517-86922005000300010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2561

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1517-86922005000300010.pdf
Tamanho: 41.66KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta