O tratamento da laringomalácia: experiência em 22 casos

O tratamento da laringomalácia: experiência em 22 casos

Título alternativo Management of laryngomalacia: experience with 22 cases
Autor Avelino, Melissa Ameloti Gomes Autor UNIFESP Google Scholar
Liriano, Raquel Ysabel Guzmán Autor UNIFESP Google Scholar
Fujita, Reginaldo Raimundo Autor UNIFESP Google Scholar
Pignatari, Shirley Shizue Nagata Autor UNIFESP Google Scholar
Weckx, Luc Louis Maurice Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Laryngomalacia is the most frequent cause of stridor in childhood, and in most of the cases, spontaneous resolution occurs by the age of 2 years. Approximately 10% of the cases (severe laryngomalacia) require surgery. This condition is of unknown etiology and its diagnosis is made by fiberoptic laryngoscopy, which shows shortening of the aryepiglottic folds, and/or redundant arytenoid mucosa, and/or anterior-posterior epiglottic prolapse. AIM: Our objective was to verify the main clinical and anatomical affections and to highlight the clinical parameters for clinical follow-up and surgical indication in patients with laryngomalacia. STUDY DESIGN: Transversal cohort study. MATERIAL AND METHOD: Twenty-two children diagnosed with laryngomalacia in the Pediatric Otorhinolaryngology of UNIFESP-EPM, from January 2001 to December 2003, whose clinical and surgical follow-up were performed by the same examiner, were enrolled in this study. RESULTS: Out of twenty-two evaluated children, 2 (9.1%) presented with severe laryngomalacia and pectus excavatum (funnel chest). At polysomnography, no child presented any significant respiratory event during sleeping. Those two children with severe laryngomalacia were submitted to supraglottoplasty with resection of the aryepiglottic folds. CONCLUSION: We concluded that stridor and shortening of the aryepiglottic folds are preponderant in children with laryngomalacia. The polysomnographic exam did not prove to be a good parameter for clinical follow-up, neither for surgical indication. The most important parameters were pectus excavatum and failure to thrive. Supraglottoplasty is effective and has low morbidity rate.

A Laringomalácia é a causa mais comum de estridor na infância, com resolução espontânea até os 2 anos de idade na maioria dos casos. Cerca de 10% dos casos (laringomalácia severa) necessitam de intervenção cirúrgica. O diagnóstico é estabelecido com o exame de videonasofibroscopia, na qual se observa encurtamento da prega ariepiglótica, e/ou excesso de mucosa das aritenóides, e/ou queda da epiglote no sentido ântero-posterior. A etiologia ainda permanece desconhecida. OBJETIVO: Verificar as principais alterações clínicas e anatômicas assim como identificar os principais parâmetros clínicos no acompanhamento e na indicação cirúrgica de pacientes portadores de laringomalácia. FORMA DE ESTUDO: Estudo de coorte transversal. MATERIAL E MÉTODO: Foram incluídos neste estudo 22 crianças com diagnóstico de laringomalácia do ambulatório de otorrinolaringologia pediátrica da UNIFESP-EPM, entre janeiro de 2001 a dezembro de 2003, assistidas pelo mesmo examinador. RESULTADOS: Das 22 crianças com diagnóstico de laringomalácia, duas (9,1%) apresentavam laringomalácia severa com depressão torácica (tórax escavado). O estridor inspiratório e o encurtamento das pregas ariepiglóticas foram encontrados em todos pacientes. À polissonografia, nenhuma criança apresentou evento respiratório significativo durante o sono. As duas crianças com laringomalácia severa foram submetidas à supraglotoplastia com secção das pregas ariepiglóticas. CONCLUSÃO: O estridor respiratório e o encurtamento das pregas ariepiglóticas fazem parte preponderante do quadro clínico. A polissonografia não mostrou ser um parâmetro importante, nem para o acompanhamento clínico nem para a indicação cirúrgica, ao contrário da falta de ganho de peso e da presença de tórax escavado. A secção cirúrgica das pregas ariepiglóticas é efetiva e com baixo índice de morbidade.
Palavra-chave laryngomalacia
supraglottoplasty
complications
polysomnography
laringomalácia
supraglotoplastia
complicações
polissonografia
Idioma Português
Data de publicação 2005-06-01
Publicado em Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 71, n. 3, p. 330-334, 2005.
ISSN 0034-7299 (Sherpa/Romeo)
Publicador ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Extensão 330-334
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992005000300011
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-72992005000300011 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2526

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-72992005000300011.pdf
Tamanho: 80.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta