Hipnoindutores e insônia

Hipnoindutores e insônia

Título alternativo Sleep promoters and insomnia
Autor Poyares, Dalva Autor UNIFESP Google Scholar
Pinto Jr, Luciano Ribeiro Autor UNIFESP Google Scholar
Tavares, Stella Google Scholar
Barros-vieira, Sergio Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Hospital Saint Antoine
Resumo The purpose of this updating manuscript is to briefly describe the profile, clinical use and indication of some of the most used sedative and hypnotic compounds. About 2/3 of all hypnotic prescriptions go to chronic use. Benzodiazepines are among the most prescribed drugs worldwide. Women, elderly, psychiatric and medical disease patients are among chronic users of hypnotics. Zolpidem is now the most prescribed hypnotic in most countries. It appears to be safer, compared to benzodazepines, and might be an option for long-term and controlled use (as needed). Sedative antidepressants are also among the most prescribed drug for sedation in insomnia patients in USA and UK. Sedative effect and use of trazodone, mirtazapine, doxepine, amitryptilin are described. The authors also discuss the use of melatonin and its sleep properties, and the rational use of sedative antipsychotics for chronic insomnia, particularly in psychiatric patients. Finally, some phytotherapeutic compounds are mentioned.

O objetivo deste artigo de atualização é o de descrever brevemente o perfil, a utilização clínica e a indicação de alguns dos sedativos e compostos hipnóticos mais utilizados. Cerca de 2/3 de todas as prescrições hipnóticas vão para o uso crônico. Os benzodiazepínicos estão entre as drogas mais prescritas mundialmente. As mulheres, os idosos e os pacientes psiquiátricos e clínicos estão entre os usuários crônicos de hipnóticos. O zolpidem é, atualmente, o hipnótico mais prescrito na maioria dos países. Parece ser mais seguro em comparação aos benzodiazepínicos e poderia ser uma opção para o uso de longo prazo e controlado (quando necessário). Os antidepressivos sedativos encontram-se também entre as medicações mais prescritas para sedação em pacientes com insônia nos EUA e no Reino Unido. São descritos efeito sedativo e uso de trazodona, mirtazapina, doxepina e amitriptilina. Os autores também discutem o uso de melatonina e suas propriedades sedativas e o uso racional de antipsicóticos sedativos para insônia crônica, em especial em pacientes psiquiátricos. Finalmente, alguns compostos fitoterápicos são mencionados.
Palavra-chave Sleep initiation and maintenance disorders
Benzodiazepines
Melatonin
Antipsychotic agents
Hypnotics and sedatives
Pyridines
Distúrbios do ínicio e da manutenção do sono
Benzodiazepinas
Melatonina
Agentes antipsicóticos
Hipnóticos e sedativos
Piridinas
Idioma Português
Data de publicação 2005-05-01
Publicado em Revista Brasileira de Psiquiatria. Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP, v. 27, p. 2-7, 2005.
ISSN 1516-4446 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Extensão 2-7
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462005000500002
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-44462005000500002 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2517

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-44462005000500002.pdf
Tamanho: 109.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta