Comportamento das características dos diagnósticos de enfermagem medo e ansiedade identificados no pré-operatório imediato de pacientes submetidos a cirurgia eletivas

Comportamento das características dos diagnósticos de enfermagem medo e ansiedade identificados no pré-operatório imediato de pacientes submetidos a cirurgia eletivas

Título alternativo Behavior of defining characteristics of nursing diagnoses of Fear and Anxiety identified at the immediate preoperative period in patients submitted to elective surgery
Autor Suriano, Maria Lucia Fernandez Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Barros, Alba Lucia Botura Leite de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: o medo e ansiedade estão presentes em muitos momentos da vida do indivíduo, principalmente durante o adoecer e na possibilidade de uma intervenção cirúrgica. A similaridade entre os sinais e sintomas de ambos os diagnósticos de enfermagem Medo e Ansiedade e a controvérsias quanto as suas definições, sugere estudos da presença dos sinais e sintomas desses diagnósticos em pacientes no pré- operatório imediato de cirurgia eletiva. Objetivos: identificar as características definidoras (CD) mais freqüentes para os diagnósticos de enfermagem de Medo e Ansiedade em pacientes no período pré-operatório imediato; elaborar e validar o conteúdo das definições conceituais e operacionais para estas CD; validar clinicamente estas CD em pacientes no pré-operatório imediato de cirurgias eletivas; Correlacionar as características demográficas dos pacientes e o tipo de cirurgia com a presença dos diagnósticos de enfermagem Medo e Ansiedade; analisar clinicamente o comportamento das características definidoras (CD) dos diagnósticos de medo e ansiedade identificados em pacientes no pré-operatório imediato de cirurgia eletiva. Método: estudo observacional com pacientes programados para cirurgia eletiva no período pré-operatório imediato, no Centro Cirúrgico de um Hospital Escola da rede pública de São Paulo, desenvolvido em três etapas metodológicas: na primeira foram selecionadas as CD mais freqüentes e encontradas na amostra de 100 em pré-operatório imediato programados para cirurgia cardíaca, e posteriormente, foram elaboradas as definições conceituais (DC) e operacionais (DO) para cada um das CD selecionadas. Na segunda etapa, essas DC e DO foram submetidas à validação consensual entre cinco especialistas clínicos. A terceira etapa foi à validação clínica do comportamento dessas CD identificados na amostra de 150 pacientes programados para cirurgia eletiva em pré-operatório imediato. A análise estatística descritiva utilizou os seguintes testes: Kappa, coeficiente de correlação de Pearson análise de Cluster, o teste de Qui-Quadrado de Pearson, teste exato de Fisher, análise de variância - ANOVA. Resultados: para a primeira fase a seleção de 14 CD para Medo e 19 CD Para Ansiedade; na segunda fase o consenso de 100 por cento dos especialistas para as definições conceituais e operacionais de ambos diagnósticos de enfermagem e a inclusão de uma nova característica para Medo, “motilidade intestinal alterada”, ficando este diagnóstico com 15 CD. Na terceira etapa os resultados descritivos foram: 73,10 por cento das mulheres apresentaram alto índice para alto medo e ansiedade, já o sexo masculino, observamos índices maiores para pouco medo e ansiedade. Com relação a CD “motilidade intestinal alterada”, observamos um índice elevado de 73,3 por cento. As características definidoras para o diagnóstico de enfermagem de Medo obtiveram índices de freqüência superiores a 80 por cento foram: medo da morte, boca seca, respiração aumentada, excitação, verbalização, nervosismo, tensão aumentada e apreensão. Para Ansiedade algumas CD apresentaram altos índices de freqüências como: apreensão (100 por cento), nervosismo (99,3 por cento), tensão (99,3 por cento), inquietação (98,7 por cento), ansioso (99,3 por cento), angústia (82,7 por cento), verbalização (96,7 por cento), boca seca (89,3 por cento), perspiração aumentada (87,3 por cento), tremor de voz (84 por cento), insônia (76 por cento) e urgência urinária (74,7 por cento). Algumas questões de Ansiedade, apresentaram índices de freqüência superiores a 80 por cento, como: insônia, angústia, tremor de voz, respiração aumentada, boca seca, verbalização, inquietação, ansioso, tensão, nervosismo e apreensão. Conclusão: as características consideradas maiores para os diagnósticos de enfermagem Medo e Ansiedade e que apresentaram forte correlação entre ambos os diagnósticos. Sugerimos a inclusão de uma nova característica, “motilidade intestinal alterada” para Medo, que confirmou alta freqüência nos pacientes estudados. Sugerimos, também, a denominação de uma síndrome da ansiedade perioperatória, para uma possível inclusão na classificação da taxonomia da NANDA, om seguintes CDs que poderiam ser consideradas preditivas: medo da morte, boca seca, respiração aumentada, excitação, verbalização, nervosismo, tensão aumentada, apreensão, insônia, angústia, tremor de voz, inquietação, relato verbal de ansiedade, que obtiveram índices superiores a 80 por cento de freqüência..
Palavra-chave Diagnóstico de Enfermagem
Medo
Ansiedade
Nursing Diagnosis
Fear
Anxiety
Idioma Português
Data de publicação 2005
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2005. 152 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 152 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/24557

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta