A coordenação de cursos técnicos de enfermagem: das práticas a proposta de formação

A coordenação de cursos técnicos de enfermagem: das práticas a proposta de formação

Título alternativo The coordination of technical courses in nursing: from practice to assistance in the education
Autor Gutschow, Marilice Panhan Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Batista, Sylvia Helena Souza da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ensino em Ciências da Saúde – São Paulo
Resumo O presente estudo teve como objetivo analisar as concepções de coordenadores de Cursos Técnicos de Enfermagem, atuantes na Cidade de São Paulo, com vistas a delinear subsídios para uma proposta de formação para estes Coordenadores. O referencial teórico abrangeu contextualização do ensino profissionalizante e técnico em Enfermagem, procurando também, discutir as funções do Coordenador de Curso Técnico de Enfermagem a partir da legislação vigente. O caminho metodológico compreendeu a aplicação de um questionário estruturado (28 questões) a Coordenadores de Curso Técnico de Enfermagem atuantes nas escolas da cidade de São Paulo. Dos 108 questionários enviados, obteve-se retorno de 31, perfazendo um total de 28,7% dos respondentes. A análise de dados envolveu a tabulação das questões e a análise temática das questões abertas. Os resultados indicam que os coordenadores mostraram-se preocupados com a formação do aluno do Curso Técnico de Enfermagem, implicando-se com esta formação. Na perspectiva dos sujeitos, as atividades administrativas exigem um grande tempo dos coordenadores, o que acaba por comprometer a relação com os professores e alunos. A questão do preparo para desenvolver a coordenação mostrou-se lacunar, evidenciando-se que é na prática cotidiana como coordenador, lidando com questões administrativas, pedagógicas, éticas e legais, que o Coordenador do Curso Técnico de Enfermagem busca “formar-se”. A análise dos dados permitiu delinear quatro subsídios para a formação de coordenadores de cursos técnicos: discussão e análise das políticas públicas referentes ao ensino técnico; compreensão história e política do ensino técnico em saúde; a formação docente demanda que o coordenador reconheça sua função e concepções, analise seu cotidiano, reflita sobre sua trajetória e projete novos lugares para a coordenação de cursos técnicos, redesenhando suas atividades; a formação do coordenador necessita incluir aluno e professor do curso técnico como sujeitos fundamentais de todo o processo educativo. Estes subsídios não esgotam o campo da formação de coordenadores de cursos técnicos de Enfermagem, mas configuram contribuições importantes para a proposição de políticas de formação que articule dimensões pessoais e político-institucionais.

The objective of the present study was to analyze the opinions of the coordinators of Nursing Technical Courses, active in the City of São Paulo, in order to frame a proposal to assist in the education of these coordinators. The theoretical reference encompassed professional and technical nursing education context, as well as discussions on the functions of the Coordinator of Nursing Technical Course based on the current legislation. The methodology consisted of the application of a questionaire (28 questions) structured for Coordinators of Nursing Technical Course functioning in the schools in the City of São Paulo. One hundred and eight questionaires were sent out; of these, thirty-one were returned, amounting to a total of 28.7% respondents. The analysis of the data involved a tabulation of the questions and a topical analysis of the open questions. The results indicate that the coordinators showed preoccupation with the education of the student in the Nursing Technical Course, worrying about this education. Based on the perspective of the surveyed individuals, the administrative activities require a large amount of time from the coordinators, which jeopardizes the relationship between the teachers and the students. The question related to the preparation to develop the coordination demonstrated a gap, making it evident that it is in the daily practice as a coordinator, dealing with administrative, ethical and legal educational issues, that the Nursing Technical Course coordinator seeks “to be formed”. The analysis of the data permitted four support areas to be framed for the education of coordinator for technical courses: discussion and analysis of the public policies related to technical teaching; comprehension of the history and policy of technical teaching in the health area; teaching education demands that the coordinator recognizes his functions and conceptions, analyses his daily tasks, reflects about the trajectory and plans new space for the coordination of technical courses, redesigning his activities; the coordinator’s formation needs to include the student and the professor of the technical course as fundamental subjects of the entire educational process. These subsidies do not complete the field of education of coordinators of technical courses in nursing, they represent important contributions for the proposal of educational policies that express personal and institutional policy dimensions.
Assunto Saúde
Enfermagem
Idioma Português
Data 2008
Publicado em GUTSCHOW, Marilice Panhan. A Coordenação de Cursos Técnicos de Enfermagem: das práticas a proposta de formação. 2008. 78 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) - Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2008.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 77 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/24325

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Tese-11232.pdf
Tamanho: 477.7Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)