Estudo de associação entre o polimorfismo SP-B 1580 C/T, do gene codificador da proteína B do surfactante pulmonar, e a síndrome do desconforto respiratório agudo em crianças da unidade de cuidados intensivos pediátricos da Universidade Federal de São Paulo- Escola Paulista de Medicina

Estudo de associação entre o polimorfismo SP-B 1580 C/T, do gene codificador da proteína B do surfactante pulmonar, e a síndrome do desconforto respiratório agudo em crianças da unidade de cuidados intensivos pediátricos da Universidade Federal de São Paulo- Escola Paulista de Medicina

Título alternativo Association study between surfactante protein B encoding gene polymorphism SP-B 1580 C/T and acute respiratory distress syndrome in pediatric intensive care unit children at Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina
Autor Oliveira, Nilton Ferraro Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Rozov, Tatiana Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Verificar a existência de associação entre os genótipos do polimorfismo SPB 1580 C/T (CC, CT e TT) e a Síndrome do desconforto Respiratório Agudo (SDRA), e secundariamente, verificar se há associação entre esses genótipos com a gravidade da SDRA, a sobrevida e a evolução para óbito dos pacientes. Métodos: Pesquisa realizada na Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos (UCIP) do Hospital São Paulo (HSP) da Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (UNIFESP -EPM), classificada como nível Ill segundo as normas vigentes do Ministério da Saúde do governo brasileiro. Procedeu-se a um estudo de associação, baseado na abordagem do gene candidato, na forma de um estudo caso-¬controle, analisando a freqüência da presença dos genótipos desse polimorfismo em um grupo de crianças da UCIP com SDRA (grupo caso) frente a um grupo de crianças saudáveis do ambulatório do HSP (grupo controle). Após obtenção do DNA genômico a partir de amostras sangüíneas, realizou-se a genotipagem do polimorfismo após dupla PCR e digestão enzimática com a enzima de restrição Taal. A hipótese de estudo e que existiriam diferenças nas proporções dos genótipos entre os grupos SDRA e controle. A análise estatística foi realizada pela aplicação de testes não¬paramétricos para comparação de proporções entre as freqüências dos genótipos do polimorfismo entre os dois grupos. Resultados: Foram analisados 15 pacientes e 20 controles, que não apresentaram diferenças quanto a sexo, raça e idade. 0 grupo controle encontra-se em equilíbrio de Hardy-Weinberg. 0 genótipo CC foi menos freqüente no grupo SDRA (n=1) quando comparado ao controle (n=9). OR = 0,09*; (IC - 95%) 0,01-0,80; p=0,0219*. Não houve possibilidade, em razão da pequena amostra, de analisar a associação dos genótipos com gravidade, sobrevida e óbito. Para essa amostra 0 cálculo do poder de uma prova foi de 73%. Conclusões: Existem indícios de uma associação protetora do genótipo CC em relação à SDRA, para a amostra estudada. Entretanto, em virtude do tamanho da amostra essa conclusão pode não ser definitiva. Não se demonstrou associação entre os genótipos estudados e a gravidade da SDRA, e a evolução quanto à sobrevida ou óbito..
Palavra-chave Polimorfismo genético
Proteína B associada a surfactante pulmonar
Síndrome do desconforto respiratório do adulto
Unidades de terapia intensiva pediátrica
Marcadores genéticos
Idioma Português
Data de publicação 2006
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2006. 108 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 108 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/24310

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta