Avaliação do emprego da ressonância magnética com difusão entre lesões cisticas pancreáticas mucinosas e não mucinosas

Avaliação do emprego da ressonância magnética com difusão entre lesões cisticas pancreáticas mucinosas e não mucinosas

Título alternativo Evaluation of magnetic resonance with weighed diffusion to differentiate mucinous from non mucinous cystic lesions of the pancreas
Autor Schraibman, Vladimir Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Goldenberg, Alberto Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: estabelecer se a ressonância nuclear magnética com difusão (RMD) pode ser utilizada como uma ferramenta na diferenciação de lesões císticas pancreáticas mucinosas e não mucinosas. Métodos: Foram prospectivamente avaliados 56 pacientes com diagn6stico de lesão cística pancreática identificada por método de imagem. 39 pacientes eram do sexo feminino e 17 do sexo masculino, com idade variando entre 27 e 86 anos. A amostra compreendeu 32 cistoadenomas serosas, 5 cistoadenomas mucinosos, 8 cistoadenocarcinomas mucinosos, 6 pseudocistos, 2 abscessos, 1 adenocarcinoma cístico, 1 GIST e 1 hemangioma cavernoso. Todos pacientes realizaram RM de abdome com técnica de difusão (RMD) para diferenciação entre lesões mucinosas e não mucinosas. 0 diagnóstico final foi estabelecido por: estudo histológico nos casos suspeitos (cirurgia ou punção) e acompanhamento nos casos sugestivos de benignidade e estes foram comparados com o resultado da difusão: a presença de restrição indicando cisto mucinoso e livre difusão indicando cisto não mucinoso. Um valor de p menor do que 0,05 foi estabelecido como estatisticamente significativo. Resultados: Dividimos a amostra em 2 grupos para efeito de comparação dos mesmos com o resultado da difusão: 1- lesões mucinosas (cistoadenoma mucinoso, cistoadenocarcinoma serosa e IPMN), 2- lesões não mucinosas (cistoadema serosa microcistico, macrocistico e oligocistico e outros- todos as outros: cistos). A análise dos resultados do comportamento da difusão das lesões mucinosas comparada com lesões não mucinosas que incluem os cistos serosas e as outros mostrou sensibilidade de 80% e especificidade de 98%, p< 0,01 e poder de análise da amostra: 1.0. Em relação ao comportamento da difusão comparando-se as lesões não mucinosas (cistos serosas e outros) a sensibilidade foi de 100% e especificidade de 80%. A comparação entre as lesões mucinosas e as cistos serosas, excluindo-se assim os outros cistos, apresentou sensibilidade de 100% e especificidade de 97%; e a comparação das lesões mucinosas com as outras lesões não serosas, a sensibilidade foi de 80% e a especificidade de 90%. Conclusão: A RMD pode ser incluída no arsenal propedêutico de imagem na diferenciação entre lesões mucinosas e não mucinosas e pode auxiliar na definição da conduta terapêutica das lesões císticas pancreáticas..
Palavra-chave Cisto pancreático
Espectroscopia de ressonância magnética
Imagem de difusão por ressonância magnética
Cirurgia geral
Estudos prospectivos
Idioma Português
Data de publicação 2008
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2008. 51 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 51 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/24294

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta