Doação de gametas femininos: vivências de casais candidatos a receptores

Doação de gametas femininos: vivências de casais candidatos a receptores

Título alternativo Oocyte donation: experiences of couples candidates for reception
Autor Montagnini, Helena Maria Loureiro Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Cedenho, Agnaldo Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Para os casais que desejam ter urn filho, a infertilidade representa a interrupção de urn projeto de vida. Das várias técnicas de reprodulção assistida, a fertilização com oócitos doados é um dos procedimentos mais recentes. Têrn indicação para utilizar oócitos de doadora aqueles casais em que há a perda ou diminuição da capacidade reprodutiva feminina. Objetivos: Caracterizar o processo de decisão dos casais quanto ao use de oócitos doados e os motivos que os levaram a escolha deste procedimento. Investigar a intenção dos casais em revelar ou não para o filho, familiares e amigos o uso de oócitos doados bem como os motivos subjacentes. Método: Foram entrevistados dez casais em preparação para iniciar a ovodoação. Com cada participante foram realizadas duas a tres entrevistas individuais a partir de urn roteiro. As entrevistas foram gravadas, transcritas e analisadas pelo método qualitativo. Resultados: Todos os participantes manifestaram de maneira enfática o desejo de ter urn filho e a maioria dos casais já havia se submetido a vários tratamentos até ser indicada a ovodoação, após ser constatada a má resposta feminina ao procedimento de fertilização in vitro ou a falência ovariana prematura. Os participantes referiram que estes diagnósticos produziram muito sofrimento, principal mente nas mulheres. A maioria dos casais relatou que a indicalção da ovodoação foi inesperada, mas foi considerada uma nova esperança para realizar o desejo de ter urn filho e passar pelo processo de gestação. Conclusões: Os participantes que relataram ter refletido e conversado com seus cônjuges sobre suas idéias, preocupações e sentimentos referentes a ovodoação evidenciaram menos conflitos relacionados a utilização de oócitos doados. A gestação foi o motivo alegado mais freqüentemente para a escolha do procedimento de ovodoação, seguido pela ligação biológica entre pai e filho. A maioria dos casais não havia revelado para outras pessoas que estava se preparando para submeter-se a ovodoação e não tinha a intenção de revelar para o filho sua origem..
Palavra-chave Infertilidade
Psicologia
Doação de oócitos
Idioma Português
Data de publicação 2008
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2008. 156 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 156 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/24201

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta