Estudo das alterações posturais e dos movimentos articulares dos membros superiores de pacientes portadores de linfedema pós-mastectomia

Estudo das alterações posturais e dos movimentos articulares dos membros superiores de pacientes portadores de linfedema pós-mastectomia

Título alternativo Study of changes of posture and upper limb range of motion of patients with lymphedema after nastectomy
Autor Haddad, Cinira Assad Simão Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Miranda Junior, Fausto Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Cirurgia translacional - São Paulo
Resumo O câncer de mama constitui uma das mais freqüentes neoplasias entre as mulheres no mundo. Atualmente, o diagnóstico precoce e os avanços tecnológicos permitem o tratamento e a sobrevida das pacientes. A retirada total das mamas com excisão de linfonodos axilares é o tratamento mais comumente utilizado em nosso meio, associado à radio e/ou quimioterapia. O linfedema e as alterações posturais e de movimento de membro superior, entre outros sintomas, são achados comuns no pós-operatório destas mulheres, principalmente se realizada a radioterapia em região axilar. A especificidade na detecção destas alterações será útil para estabelecer uma ação preventiva mais eficaz no pré e pósoperatório das pacientes. Objetivos: Avaliar e quantificar as alterações posturais e de amplitudes de movimento de membro superior encontradas em mulheres pós-mastectomia. Métodos: Foram avaliados dois grupos: 1- 16 mulheres pós-mastectomia com linfedema de membro superior (ML); 2- 14 mulheres pós-mastectomia sem linfedema de membro superior (M) . As pacientes foram demarcadas nos pontos ósseos com adesivos circulares e fotografadas para a submissão à avaliação. As avaliações foram feitas através de dois softwares , sendo um para identificar as alterações posturais e outro para medir as amplitudes de movimento de ombro, cotovelo e punho, bilateralmente. Foram emitidos laudos com os valores das medidas realizadas. Os resultados obtidos foram comparados entre lado direito e esquerdo e entre operado e não-operado e foram submetidos a testes estatísticos de Wilcoxon, T pareado, T independente, Mann- Whitney e Kruskal-Wallis. Resultados: De acordo com os resultados, todas as mulheres após a mastectomia (M e ML) apresentaram uma anteriorização de tronco; as mulheres pertencentes ao grupo ML , ainda mostraram uma rotação de cabeça à direita e protusão de ombro do lado esquerdo. O ângulo de Talhe também foi menor do lado operado nas mulheres ML, o que sugere uma inclinação lateral do tronco ao lado contralateral à operação, insinuando a elevação da escápula do lado operado. Esta elevação foi confirmada pela medida da altura das escápulas, a qual foi maior tanto para o lado operado quanto para o não operado, somente nas mulheres do grupo ML, em comparação com as mulheres do grupo M. As alterações de amplitude de movimento também apareceram como significantes, sendo menores do lado operado a flexão, abdução e rotação externa de ombro para todas as mulheres dos grupos M e ML. Para o grupo ML a extensão de cotovelo e a flexão de punho também apareceram menores no lado afetado, em comparação ao seu contralateral. xvii Conclusões: Mulheres que foram submetidas à mastectomia apresentam assimetrias e alterações de postura e o linfedema agrava estas alterações, embora não exista ligação entre o lado da assimetria e o lado operado. Além disso, estas mulheres também apresentam déficits de amplitude de movimento, principalmente em ombros, do lado operado. Mulheres com linfedema, apresentam ainda déficits em cotovelo e punho.

The breast cancer constitutes one of the most frequent neoplasias among the women in the world. Nowadays, the precocious diagnosis and the technological progresses allow the treatment and the patients' survive. The mastectomy with excision of axillary lymphonodos, associate whith radiotherapy and/or chemotherapy is the treatment more used. The lymphedema, posture’ alterations and complications of upper limb range of motion, among other symptoms, are found common in the postoperative of these women, mainly if accomplished the radiotherapy in axillary area. The specificity in the detection of these alterations will establish an effective preventive action before operations patients and after as well. Objective: Evaluate and to quantify the posture’ alterations and deficit of upper limb range of motion in women after mastectomy. Methods: The patients were divided in two groups for evaluation: 1 - 16 women after mastectomy with lymphedema of upper limb (ML); 2 - 14 women after mastectomy without lymphedema of upper limb (M). The patients were demarcated in the bones points with circular stickers and photographed. For the evaluation, two softwares were used, one to identify the posture’ alterations and other to measure the breadth of movement shoulder, elbow and fist, bilaterally. Reports were issued with the measures values. The results obtained were compared to right with left side and operated with no-operated side and it were submitted to statistical tests: Wilcoxon, T pareado, T independent, Mann – Whitney and Kruskal-Wallis. Results: In agreement with the results, all of the women after the mastectomy (M and ML) presented a trunk forward position; women belonging to the group ML, still showed a rotation of head to the right and shoulder protusion of the left side. The angle of Talhe was also smaller on the side operated in the women ML, what suggests a lateral inclination of the trunk to the opposite side to the operation, insinuating the elevation of the scapula on the operated side. This elevation was confirmed by the measure of the height of the scapulas, which was higher in both cases: operated and no operated side, just in women of the group ML, compared with women of the group M. The changes in range of motion also appeared as being significant: lower in the operated side in flexion, abduction and external rotation of shoulder for all women of groups M and ML. In the group ML the elbow extension and the fist flexing also appeared smaller on the affected side, compared with opposite side. xix Conclusions: Women that were submitted to the mastectomy present asymmetries and posture’ alterations and the lymphedema worsens these alterations, although there is no connection between the asymmetry side and the operated one. Moreover, these women also present deficits of range motion in shoulders, in the operated side. Women with lymphedema still presented deficits in elbow and fist.
Palavra-chave Postura
Linfedema
Mastectomia
Extremidade Superior
Amplitude de Movimento Articular
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Número do financiamento FAPESP: 06/52369-4
Data de publicação 2008
Publicado em HADDAD, Cinira Assad Simão. Estudo das alterações posturais e dos movimentos articulares dos membros superiores de pacientes portadores de linfedema pós-mastectomia. 2008. 118 p. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2008.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 118 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/24176

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-24176.pdf
Tamanho: 5.748MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta