Espectroscopia FT-Raman na Diferenciação entre melanoma cutâneo e nevo pigmentado

Espectroscopia FT-Raman na Diferenciação entre melanoma cutâneo e nevo pigmentado

Título alternativo FT-Raman spectroscopy in the differentiation between cutaneous melanoma and pigmented nevus
Autor Cartaxo, Sidney Bandeira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Santos, Ivan Dunshee de Abranches Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Cirurgia translacional - São Paulo
Resumo Objetivo: Qualificar os dados espectrais de modo a diferenciar o melanoma cutâneo do nevo pigmentado. Metodologia. Foram obtidas lesões de melanoma cutâneo, de nevo pigmentado e de pele normal, de peças que estavam acondicionadas no Laboratório de Espectroscopia Vibracional do Instituto de Pesquisa e desenvolvimento da UNIVAP. A peça cirúrgica principal foi encaminhada para exame anatomopatológico de rotina. As amostras das três variáveis foram descongeladas em solução fisiológica a 0,9%. Cada amostra foi dividida em 3,4 ou 5 frações de 2mm3 . Antes de iniciar a coleta dos espectros de melanoma e nevo pigmentado utilizou-se amostra de pele normal para alinhar o sistema conforme os parâmetros referendados na literatura. Foram utilizadas 250 varreduras para todas as amostras, com potência de 300mW, resolução espectral de 4cm-1 e 7mm de abertura do feixe do laser. No total, foram coletados 105 espectros de tecido normal, 140 de tecido neoplásico e 126 de nevo pigmentado. Resultados: Os espectros FT-Raman de cada grupo diagnóstico apresentaram alta correlação entre os elementos do mesmo grupo, favorecendo a realização das médias espectrais. Boxplot foi construído a partir dos espectros de cada grupo estudado: pele normal, nevo pigmentado e melanoma cutâneo – a linha base corrigida na região espectral de 800 a 1800cm-1 e, posteriormente, foram normalizados vetorialmente. Os gráficos das médias e percentis 25 e 75 das variáveis espectrais foram feitos para observar a existência de um padrão espectral para cada grupo. No grupo de pele normal pôde-se notar que não houve grande variação entre os espectros; no grupo de nevo pigmentado existe variação notável devido à variedade histológica e, no terceiro grupo, Melanoma Primário, há uma variação espectral que, semelhantemente ao grupo Nevo Pigmentado, é evidente. Na Análise Univariada, usando os gráficos das médias e percentis 25 e 75, foram identificadas bandas específicas para cada modo vibracional conhecido. O último passo do estudo estatístico foi a Análise Discriminante aos Dados cujos resultados mostraram importante diferenciação entre os três grupos estudados, tratando-se das variáveis (modos vibracionais) Polissacarídeos (Banda I), Tirosina (Banda 6) e Amida I (Banda 10). A porcentagem de indivíduos corretamente classificados com esse critério foi de 75,3%, obtida por meio de Análise Discriminante, mostra a eficiência da análise empreendida. Conclusão: Os dados espectrais FT-Raman foram qualificados e as variáveis: Polissacarídeos, Tirosina e Amida-I permitiram a diferenciação entre melanoma cutâneo e nevo pigmentado.

Objective: Qualify spectral data in order to differentiate the Pigmented Nevus from cutaneous melanoma. Method. Tissue samples were obtained from cutaneous melanoma, from Pigmented Nevus and from normal skin, from parts that were stored in the Laboratory of Vibration Spectroscopy of the Institute for Research and Development of UNIVAP. The main surgical piece was referred for a routine anatomical pathological examination. Samples of the three variables were thawed in a physiological solution at 0.9%. Each sample was divided in 3.4 or 5 fractions of 2mm3. Before starting the collection of spectra of melanoma and Pigmented Nevus, a sample of normal skin was used to align the system in agreement with the parameters referred in literature. A 250 scan sequence was used for all samples, with a power of 300mW, spectral resolution of 4cm- ¹ and an opening of 7mm for the laser beam. Altogether, 105 spectra of normal tissue, 140 of neoplastic tissue and 126 of pigmented nevus were collected. Results: The FT-Raman spectra of each group diagnosis showed high correlation between the elements of the same group, encouraging the implementation of spectral averages. A boxplot was built from the spectra of each group studied: normal skin, Pigmented Nevus and cutaneous melanoma - the baseline corrected in the spectral region from 800 to 1800cm- ¹ and later were standardized by vectors. The graphics of the averages and percentages of the 25 and 75 of the spectral variables have been made to observe the existence of a spectral pattern for each group. In the group of normal skin it could be observed that there was no great variation between the spectra; in the Pigmented Nevus group, there is a remarkable variation due to the histological variety, and in the third group, Primary Melanoma, a spectral variation, which, similar to the Nevus Pigmented group is very clear. In the Single Variable Analysis, using the graphics of the averages and percentages, 25 and 75, specific bands were identified for each vibrational mode known. The last step of the statistical study was the Discriminatory Analysis of data, the results of which showed significant differentiation between the three groups studied, in the case of the variables (variable forms) Polysaccharides (Band I), Tyrosine (Band 6) and Amide I (Band 10 ). The percentage of individuals classified correctly with this criterion was 75.3%, reached through Discriminatory Analysis, which shows the efficiency of the analysis undertaken. Conclusion: The FT-Raman spectral data were qualified and the variables: Polysaccharides, Tyrosine and Amide-I, to allow the differentiation between cutaneous melanoma and Pigmented Nevus.
Palavra-chave Melanoma
Análise Espectral Raman
Diagnóstico Diferencial
Saúde Pública
Idioma Português
Data de publicação 2008
Publicado em CARTAXO, Sidney Bandeira. Espectroscopia FT-Raman na Diferenciação entre melanoma cutâneo e nevo pigmentado. 2008. 116 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2008.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 116 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23926

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-23926.pdf
Tamanho: 2.527MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta