Efeito agudo de glicocorticoides sobre a memoria de jovens saudaveis

Efeito agudo de glicocorticoides sobre a memoria de jovens saudaveis

Título alternativo Acute glucocorticoid effects on memory performance of young healthy volunteers
Autor Vaz, Leonardo Jose Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Pompéia, Sabine Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Os glicocorticóides (GC) modulam funções executivas através de suas ligações com receptores para GC (em especial receptores GR) amplamente distribuídos no encéfalo de humanos, incluindo regiões frontais que são recrutadas em tarefas de memória operacional / funções executivas. Contudo, são pouco conhecidos os efeitos dos GC sobre a memória operacional e funções executivas. Assim, esse trabalho teve como objetivo estudar os efeitos cognitivos, com ênfase em memória operacional / funções executivas, de um GC que atua seletivamente em receptores GR (dexametasona; DEX) e outro composto não seletivo (hidrocortisona; CORT). Para isso, foram realizados dois experimentos de doses agudas de GC, duplo-cegos, em grupos independentes de tratamento em universitários jovens sadios do sexo masculino. No experimento 1, 40 sujeitos foram aleatoriamente alocados em 4 grupos com o mesmo número de indivíduos: DEX 2,0 mg, DEX 4,0 mg, DEX 6,0 mg e placebo. No experimento 2, vinte sujeitos com as mesmas características foram alocados em 2 grupos de 10 sujeitos: CORT 30 mg e placebo. A bateria de testes foi realizada após a administração dos tratamentos e envolveu tarefas de memória semântica, episódica, pré-ativação perceptiva, memória operacional fonológica e vísuo-espacial, bem como testes representativos de diversos domínios executivos (atualização, dupla tarefa, inibição, alternância e planejamento). Somente a hidrocortisona causou prejuízo de memória de longo prazo do tipo episódica e memória operacional do tipo fonológica/verbal, sendo a memória semântica e a pré-ativação preservada por ambos os tratamentos. As funções executivas foram as medidas mais sensíveis aos efeitos de GC, revelando ação prejudicial e nootrópica. A dexametasona, nas doses de 2,0 e 4,0 mg prejudicou o desempenho nos domínios executivos de inibição e atualização, ao passo que a dose de 6,0 mg tendeu a melhorar o desempenho em uma medida desses domínios. A CORT, por sua vez, prejudicou medidas nos domínios executivos estudados, exceto dupla tarefa e atualização. Esses resultados indicam que a memória operacional / funções executivas são particularmente sensíveis a efeitos agudos de GC em jovens saudáveis. E assim, medidas dessas funções cognitivas devem ser empregadas em baterias de testes que visam determinar os efeitos centrais dos GC..
Palavra-chave Memória
Estresse Fisiológico
Hidrocortisona
Dexametasona
Testes Neuropsicológicos
Memory
Stress, Physiological
Hydrocortisone
Dexamethasone
Neuropsychological Tests
Idioma Português
Data de publicação 2008
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2008. 150 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 150 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23907

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta