Análise de taxa metabólica basal e composição corporal de idosos do sexo masculino antes e seis meses após exercícios de resistência

Análise de taxa metabólica basal e composição corporal de idosos do sexo masculino antes e seis meses após exercícios de resistência

Título alternativo Analysis of resting metabolic rate and body composition in elderly males before and after six months of endurance exercise
Análisis de la tasa metabolica de descanso y la composición corporal en veteranos hombres antes y despues de seis meses de ejercicio de endurance
Autor Antunes, Hanna Karen Moreira Autor UNIFESP Google Scholar
Santos, Ruth Ferreira Autor UNIFESP Google Scholar
Boscolo, Rita Aurélia Autor UNIFESP Google Scholar
Bueno, Orlando Francisco Amodeo Autor UNIFESP Google Scholar
Mello, Marco Tulio de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The aim of this study was to compare basal metabolic rate and body composition before and after an endurance-type physical fitness program. The study involved 46 sedentary aging males, aged 60-75 (66.97 ± 4.80 years), who were randomly allocated to two groups: 1) control group, which was asked not to change their daily routine or join a regular physical fitness program; and 2) experimental group, who took part in an aerobic fitness program consisting of working on cycle ergometer three times a week (60 minutes) on alternate days for six months, at heart rate corresponding to ventilatory threshold 1 (VT-1) intensity. Subjects were submitted to measurement of body composition (DEXA); indirect calorimetry, blood analysis and ergospirometric testing. After the study period, the authors found a significant decrease in thyroid hormones as well as basal metabolism changes in both groups, but no changes in body composition. The experimental group, however, showed a significant increase in peak oxygen uptake and workload at VT-1 intensity. The data suggest that although an aerobic exercise program at VT-1 intensity is not enough to alter the basal metabolism and body composition of healthy seniors, it does lead to cardiovascular benefits.

El objetivo de este trabajo fué el de comparar la tasa metabólica basal y la composición corporal antes y despues de un programa de ejercicio de endurance. Fueron seleccionados 46 voluntarios del sexo masculino con edad entre 60 y 75 (66.97± 4.80 años) que fueron distribuidos aleatoriamente en 2 grupos: 1) grupo control, que fué orientado a no alterar sus hábitos rutinarios y no se encajar en ningún programa de ejercício físico; y 2) grupo experimental, que participó de un programa de ejercicios en cicloergometro 3 veces por semana (60 minutos) en días alternados por seis meses con intensidad prescrita referente a la frecuencia cardiaca del umbral ventilatorio I (VT-1). Los voluntarios fueron sometidos a una evaluación de la composición corporal (DEXA); calorimetría indirecta, análisis sanguíneo y test ergoespirométrico. Después del período de estudio, fue observado un decrecimiento significativo en las hormonas tiroideas y cambios en el metabolismo basal en ambos grupos, pero no fueron observadas alteraciones en la composición corporal. En tanto, el grupo experimental presentó un aumento significativo en el consumo de oxigeno pico y en la carga de trabajo referente a la intensidad del VT-1. Los datos sugieren que un programa de ejercicios aeróbicos en la intensidad del VT-1 no es suficiente para provocar alteraciones favorables en el metabolismo basal y en la composición corporal de añosos, así mismo promueva beneficios cardiovasculares.

O objetivo deste trabalho foi o de comparar a taxa metabólica basal e a composição corporal antes e após um programa de exercício de resistência. Foram selecionados 46 voluntários do sexo masculino com idade entre 60 e 75 (66,97 ± 4,80 anos), que foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos: 1) grupo controle, que foi orientado a não alterar seus hábitos rotineiros e não se engajar em nenhum programa de exercício físico; e 2) grupo experimental, que participou de um programa de exercícios em cicloergômetro três vezes por semana (60 minutos) em dias alternados por seis meses, com intensidade prescrita referente à freqüência cardíaca do limiar ventilatório 1 (LV-1). Os voluntários foram submetidos a avaliação da composição corporal (DEXA); calorimetria indireta, análise sanguínea e teste ergoespirométrico. Após o período de estudo, foram observados decréscimo significativo nos hormônios tireoidianos e mudanças no metabolismo basal em ambos os grupos, mas não foram constatadas alterações na composição corporal. No entanto, o grupo experimental apresentou aumento significativo no consumo de oxigênio pico e na carga de trabalho referente à intensidade do LV-1. Os dados sugerem que um programa de exercícios aeróbios na intensidade do LV-1 não é suficiente para provocar alterações favoráveis no metabolismo basal e composição corporal de idosos, embora promova benefícios cardiovasculares.
Palavra-chave Basal metabolic rate
Seniors
Body composition
Endurance exercise
Metabolismo basal
Idosos
Composição corporal
Exercício aeróbio
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data de publicação 2005-02-01
Publicado em Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte, v. 11, n. 1, p. 71-75, 2005.
ISSN 1517-8692 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Extensão 71-75
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922005000100008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1517-86922005000100008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2389

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1517-86922005000100008.pdf
Tamanho: 474.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta