Avaliação dos níveis de 6-sulfatoximelatonina e do sono em meninas com puberdade precoce

Avaliação dos níveis de 6-sulfatoximelatonina e do sono em meninas com puberdade precoce

Título alternativo The 6-sulphatoximelatonin and sleep evaluation on the female children with precocius puberty
Autor Holanda, Felisbela Soares de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Soares Junior, Jose Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Em mulheres há evidências da ação da melatonina sobre o eixo hipotálamo-hipofisário-ovariano. Em meninas com puberdade normal, há redução acentuada dos níveis de melatonina com o desenvolvimento puberal, bem como relatos de diminuição de horas dormidas com o desenvolvimento puberal. Por este motivo, propusemos a realizar este estudo, para avaliar os níveis de 6-sulfatoximelatonina em meninas com puberdade precoce em relação às sem desenvolvimento puberal (com a mesma idade) e às com puberdade normal, como também investigar o sono destas meninas pela aplicação do calendário do sono. Este estudo foi realizado na Disciplina de Endocrinologia Ginecológica do Departamento de Ginecologia da Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (UNIFESP - EPM). Foram incluídas 99 pacientes, que foram subdivididas em três grupos: 1) Grupo I, com 33 meninas (pré-púberes) com puberdade precoce, entre 5 e 8 anos de idade; 2) Grupo 11, com 33 meninas (pré-púberes) normais, com 5 a 8 anos de idade, e 3) Grupo 111, com 33 meninas com puberdade normal e idade entre 8 e 13 anos. As responsáveis pelas meninas responderam ao questionário sobre os dados clínicos e foram orientadas a preencherem o diário do sono. As meninas foram submetidas a coleta de sangue, para dosagens hormonais, e de urina de 24 horas, para avaliar a 6-sulfatoximelatonina. Observamos que as concentrações urinárias de 6-sulfatoximelatonina em meninas com puberdade precoce foram menores do que as meninas na mesma faixa etária e sem sinais de puberdade. Estas concentrações eram também semelhantes às das pacientes com puberdade normal. As concentrações sé ricas de LH, FSH, estradiol e testosterona mostraram-se mais elevadas nas meninas com a mesma faixa etária e sem sinais de puberade. Estas determinações foram similares às meninas com puberdade normal. A quantidade de sono diurno foi menor nas meninas com puberdade precoce do que nas com amesma faixa etária e sem sinais de puberdade. Não houve diferenças nos outros parâmetros estudados do diário do sono. Nossos dados sugerem que a puberdade precoce estaria associada com redução da produção de melatonina e com discreta alteração do sono diurno..
Palavra-chave Melatonina
Feminino
Puberdade precoce
Sono
Idioma Português
Data de publicação 2007
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2007. 71 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 71 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23837

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta