Interações de glicosamiglicanos e drogas antitrombóticas com células endoteliais e musculares: análises estruturais, farmacológicas e celulares

Interações de glicosamiglicanos e drogas antitrombóticas com células endoteliais e musculares: análises estruturais, farmacológicas e celulares

Título alternativo Interactions of glycosaminoglycans and antithrombotic drugs with endothelial cells and muscle: structural analysis, pharmacological and cellular
Autor Boucas, Rodrigo Ippolito Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Nader, Helena Bonciani Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Muitas das propriedades biológicas e farmacológicas dos glicosaminoglicanos (GAGs) dependem da interação destes compostos com proteínas, enzimas, inibidores, fatores de crescimento e outros componentes celulares. Sabendo que a caracterização estrutural detes compostos é de extrema importância para o entendimento do mecanismo de ação destes polímeros e que suas propriedades biológicas se devem em sua maior devido às suas interações, o presente trabalho teve como um dos objetivos a llacterização dos GAGs através da espectrometria de massa. Através desta técnica foi Issivel estabelecer uma metodologia eficaz na análise estrutural dos oligossacarídeos derivados dos GAGs produzindo novas informações em relação aos outros métodos ii~icionalmente utilizados. Ainda, por esse tipo de enfoque não foi necessária a fragmentação prévia destes compostos por métodos químicos ou enzimáticos. A análise l realizada no polissacarídeo intacto e sua degradação, para verificação e caracterização dos produtos, foi induzida por altas voltagens no próprio espectrômetro de massa. Já, para o estudo de suas interações dos GAGs com componentes celulares, foi desenvolvida uma nova metodologia de marcação baseada na conjugação destes compostos com biotina. O uso da biotina como marcador evita a utilização e o manuseio substâncias com alto risco de contaminação. Além disso, através desta técnica foi possível estudar e caracterizar a presença de possíveis sítios de ligação destes GAGs em diferentes linmhagens celulares. Ainda devido a `a grande necessidades de novas drogas antitrombóticas , têm sido desenvolvidos novos compostos em busca de uma substância antitrombótica ideal. Assim, nesta tese também foram avaliadas comparativamente novas drogas desenvolvidas pela indústria farmacêutica. Nesta tese foram realizados estudos bioquímicos, estruturais, farmacológicos e celulares para um melhor entendimento de algumass dessas drogas, buscando-se compreender a relação entre estrutura e seus mecanismo de ação, bem como sua aplicação como agentes terapêuticos eficazes e seguros. Foram estudados: 1) Enoxaparina que corresponde a uma heparina de baixo 10 moleular fabricada a partir de heparina não fracionada (UFH) por benzilação seguida nidrólise alcalina; 2) Pentassacarídeo sintético de heparina (SR90107/0rg31540) que corresponde ao pentassacarídeo da heparina com substituição metila (MM 1,728 Da); 3) C3 (subheparina) corresponde a tetrassacarídeos (MM 2,400 Da) obtidos a partir de UFH por despólimerização controlada induzida por radiação y; 4) PI-88 um oligossacarídeo de manose contendo em média e sulfatos por resíduo de manose (MM 2,100-2,585 Da);...(au).
Palavra-chave Glicosaminoglicanas
Espectrometria de massas
Heparina
Células endoteliais
Miócitos de músculo liso
Idioma Português
Data de publicação 2007
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2007. 307 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 307 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23830

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta