O uso do marcador bioquímico de remodelação óssea, CTX- plasmático, na avaliação da atividade metabólica do osso mandibular em pacientes osteopênicos e osteoporóticos

O uso do marcador bioquímico de remodelação óssea, CTX- plasmático, na avaliação da atividade metabólica do osso mandibular em pacientes osteopênicos e osteoporóticos

Título alternativo The use of the biochemical marker of bone remodeling, CTX- seric, to evaluating the metabolic mandibular bone activity in osteopenic and osteoporotic patients
Autor Avolio, Glacio Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Alonso, Gilberto Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (radiologia clínica) - São Paulo
Resumo Objetivo: determinar se o uso do marcador bioquímico de remodelação óssea derivado do telopeptídeo carboxiterminal do colágeno tipo I, CTX-plasmático, é útil para se estimar o nível da atividade metabólica do osso mandibular em pacientes osteopênicos e osteoporóticos. Métodos: foram selecionadas 36 pacientes do sexo feminino, com idade de 50 anos ou mais, menopausadas, desdentadas totais ou parciais mas que apresentavam ausência de dentes na região de corpo de mandíbula. Deste grupo, 26 pacientes apresentavam diminuição de massa óssea constituindo o grupo doente, de acordo com os critérios da Organização Mundial da Saúde para a osteoporose e 10 consideradas normais.Todas as pacientes foram submetidas a três tipos de exame: densitometria óssea, por meio de DXA, no aparelho de marca Lunar sendo analisada a região de colo de fêmur direito cujos resultados foram expressos em termos de Tscore; exame de medicina nuclear através de cintilografia óssea usando metilenodifosfonato associado a 99mTc que permitiu a contagem de cintilações na gama-câmara na região de colo de fêmur e na região de corpo de mandíbula do mesmo lado e por fim coleta de sangue para análise do CTX-plasmático. Resultados: a análise da relação conjunta dos três parâmetros estudados permitiu por meio de regressão linear múltipla o ajuste de modelos de regressão que expressos na forma de logaritmos neperianos demonstraram a existência de relação linear estatisticamente significativa para o CTX (p=0,067) e o T-score (p=0,018) para o grupo doente. Conclusão: o uso do exame laboratorial CTX- plasmático é útil para estimar a atividade metabólica do osso mandibular em pacientes menopausadas consideradas osteopênicas ou osteoporóticas. Este exame permite avaliar o nível da atividade metabólica do osso mandibular e contribui para que clínicos e cirurgiões decidam quanto à melhor oportunidade de se intervir cirurgicamente junto ao tecido ósseo.

Purpose: The purpose of this study was to determine if the use of serum C-terminal cross-linked telopeptide carboxiterminal of type I collagen, called s-CTX, is useful to the interpretation of the mandibular bone turnover in osteoporosis, one of the most common metabolic bone disease in the elderly affecting approximately 30% of postmenopausal women and leading to enhanced mandibular bone mass because it correlates with overall skeletal bone mass. Methods: This experimental study included 36 postmenopausal women with 50 years of age or older, being 26 considered osteopenic or osteoporotic according to the World Health Organization’s criteria, and 10 considered normal. Three assays were employed: dual energy absorptiometry, DXA, in the femur area to analyze the bone mineral density, scintigraphy bone using 99mTc labeled radiopharmaceutical, diphosphonate to analyze bone metabolism and serum crosslinked telopeptide of type I collagen, called s-CTX, a biochemical bone resorption marker. Results: The data shows a linear relationship statistically significant (p< 0.06) with s-CTX and mandibular bone turnover. Conclusion: serum cross-linked telopeptide of type I collagen is an important assay to determine bone turnover in osteopenic and osteoporotic patients and permits evaluate the mandibular bone turnover.
Palavra-chave Osteoporose
Mandíbula
Osso e ossos/metabolismo
Doenças ósseas metabólicas
Idioma Português
Data de publicação 2007
Publicado em AVOLIO, Glacio. O uso do marcador bioquímico de remodelação óssea, CTX- plasmático, na avaliação da atividade metabólica do osso mandibular em pacientes osteopênicos e osteoporóticos. 2007. 80 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2007.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 80 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23798

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-23798.pdf
Tamanho: 2.350MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta