Diferenciação entre cisto simples e hemangioma hepático por meio do uso de uma sequencia de ressonância magnética Steady State Free Precession, com técnica Gradiente-eco

Diferenciação entre cisto simples e hemangioma hepático por meio do uso de uma sequencia de ressonância magnética Steady State Free Precession, com técnica Gradiente-eco

Título alternativo Differentiation between simple cysts and hepatic hemangioma using steady state free precession resonance magnetic sequence with gradient echo tecnic
Autor Burim, Carolina Valente Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador D'Ippolito, Giuseppe Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (radiologia clínica) - São Paulo
Resumo Objetivo: Este trabalho visa estabelecer o valor das imagens de ressonância magnética (RM) ponderadas em T2, para diferenciar cistos simples de hemangiomas hepáticos. Casuística e Método: Procedeu-se a estudo prospectivo, observacional, transversal e duplo cego em 52 pacientes com 91 lesões hepáticas (34 cistos simples e 57 hemangiomas), submetidos à RM de abdômen superior, no período de fevereiro de 2005 a fevereiro de 2006. Os exames foram efetuados com equipamentos de alto campo (1,0T e 1,5T). Considerou-se como padrão-ouro (PO) a análise de um observador experiente que avaliou todas as seqüências realizadas (T2 TSE com TE longo, T2 TSE com TE curto, T2 B-FFE e as imagens contrastadas). Posteriormente, dois observadores independentes avaliaram, especificamente, as seqüências TSE com TE longo e B-FFE por meio da análise subjetiva (visual) em três momentos distintos (M1, M2, M3) e da análise objetiva (pelo cálculo da relação sinal nódulo fígado) em um quarto momento (M4) e procuraram diferenciar cistos simples de hemangiomas hepáticos. Foi determinada a eficácia das diversas seqüências pelo cálculo da curva ROC, e da concordância entre a análise de cada seqüência e o padrão-ouro pelo teste kappa. Por este mesmo teste, calculou-se a concordância inter e intra-observador (p<0,05*). Resultados: As dimensões dos cistos simples estudados variaram entre 0,5 e 6,5cm (média de 1,89cm) e dos hemangiomas variaram entre 0,8 e 11cm (média de 2,62cm). A concordância entre a avaliação da seqüência com TE longo e o padrão-ouro foi insignificante para parâmetros subjetivos (k: 0,00 –0,10), moderada para parâmetros objetivos (k: 0,51 – 0,52) e a área sob a curva ROC foi de 0,57. A concordância entre a avaliação da seqüência B-FFE e o padrão-ouro foi substancial (k: 0,61 – 0,62) e a área sob a curva ROC foi de 0,88. A concordância inter e intra-observador para a seqüência B-FFE variou, respectivamente, entre substancial (k: 0,62 – 0,70) e quase perfeita (k: 0,85 –0,91). Conclusões: A seqüência T2 com TE longo oferece pequena utilidade na diferenciação de cistos simples e hemangiomas hepáticos. Já a seqüência T2 com técnica B-FFE apresenta elevada eficácia na diferenciação de cistos e xvi hemangiomas hepáticos, com parâmetros objetivos ou subjetivos. Sua reprodutibilidade é elevada, variando a concordância inter e intra-observador de substancial a quase perfeita.

Objective: establish the value of the images of magnetic resonance (MR) balanced in T2 to differ simple cysts from hepatic hemangiomas. Method: a prospective, observational, transversal and double-blind study was realized in 52 patients with 91 hepatic injuries (being 34 simple cysts and 57 hemangiomas); they were examined through magnetic resonance (MR) of the upper abdomen from February 2005 to February 2006. The exams were performed with a 1,0T and 1,5T system. The analysis of an experienced observer, who evaluated all the completed sequences (T2 TSE with long-TE, T2 TSE with short-TE, T2 B-FFE and the contrasted images), was considered gold standard (GS). Later, two different observers analyzed specifically the sequences TSE with long-TE and B-FFE through subjective analysis (visual) in three different moments (M1, M2, M3) and through the objective analysis (lesion liver sinal ratio) in a fourth moment (M4) and managed to differ simple cysts from hepatic hemangiomas. The usefulness of the different sequences was calculated through the ROC curve and the agreement between the analysis of each sequence and the gold standard using the kappa test. The agreement between the inter and intra observer was also calculated using the kappa test (p<0,05*). Results: The dimensions of the studied simple cysts varied between 0,5 and 6,5cm (average of 1,89cm) and the hemangiomas varied between 0,8 and 11cm (average of 2,62cm). The agreement between the evaluated sequence with long-TE and the gold standard was not significant when using subjective parameters (k: 0,00 – 0,10) and moderate for the objective parameters (k: 0,51 – 0,52) and, the area under the ROC curve was 0,57. The agreement between the evaluation of the sequence B-FFE and the gold standard was substantial (k: 0,61 – 0,62) and the area under the ROC curve was 0,88. The agreement inter and intra observer for the sequence B-FFE varied respectively between substantially (k: 0,62 – 0,70) and almost perfect (k: 0,85 – 0,91). Conclusions: the sequence T2 with long-TE presents little usefulness in the differentiation between simple cysts and hepatic hemangiomas; however, the sequence T2 with the B-FFE technique presents high usefulness in the differentiation between simple cysts and hepatic hemangiomas using both, the objective and the subjective parameters and, its reproducibility is high in agreement between inter and intra observer, varying from substantial to almost perfect.
Palavra-chave Imagem por Ressonância Magnética
Cistos
Hemangioma
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data de publicação 2007
Publicado em BURIM, Carolina Valente. Diferenciação entre cisto simples e hemangioma hepático por meio do uso de uma sequencia de ressonância magnética Steady State Free Precession, com técnica Gradiente-eco. 2007. 85 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2007.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 85 f.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23709

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-23709.pdf
Tamanho: 6.679MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta