Identificação e análise de grupos genéticos da Paracoccidioides Brasiliensis em biópsias e sua associação com parâmetros histológicos e imunológicos

Identificação e análise de grupos genéticos da Paracoccidioides Brasiliensis em biópsias e sua associação com parâmetros histológicos e imunológicos

Título alternativo Identification and analysis of genetic groups of Paracoccidioides brasiliensis (Pb) from biopsies and its association with histology and immunohistochemistry
Autor Ricci, Giannina Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Franco, Marcello Fabiano de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo RESUMO TRABALHO I - A paracoccidioidomicose é uma micose sistêmica, que raramente é diagnosticada em sua fase inicial, e pode permanecer latente por um período longo. Embora a PCR seja técnica sensível para identificação do Paracoccidioides brasiliensis (Pb) em vários tipos de amostras, nenhum estudo realizado com material parafinado foi publicado O tamanho do amplicon, o método de fixação e o tempo de armazenamento podem afetar a reação. Recentemente um método mais sensível, denominado Primer-Extensio-Pre-Amplification/Nested-PCR, foi utilizado para amplificar amostras menores. O objetivo foi detectar Pb em tecidos emblocados em parafina, utilizando (PEP)-Nested-PCR e correlacionar os dados com os parâmetros histopatológicos. A análise foi executada em 107 biópsias de diversos tecidos: linfonodo, pulmão e língua. O DNA do fungo foi observado em 29.9% das biópsias, contra 5% somente em Nested-PCR. A positividade estava associada com a quantidade de fungos viáveis presentes nas células e não houve correlação com o padrão de granuloma.RESUMO TRABALHO II - Com base nos polimorfismos presentes no gene precursor da gp43, do Paracoccidioides brasiliensis foram obtidas genótipos em 6 de 10 amostras, de tecido emblocado em parafina, por Nested-PCR, utilizado para diagnóstico de fungos modificado. Nove amostras eram do Brasil. Três seqüências delas eram idênticas à seqüência consenso, publicada anteriormente e identificada como de isolados de P. brasiliensis, denominada anteriormente espécie 1. Porém duas seqüências revelaram substituições idênticas aos isolados da espécie 2. O mesmo método foi aplicado em amostra proveniente de biópsia de pulmão com diagnóstico de paracoccidioidomicose na Áustria. A seqüência da gp43 revelou substituições, até então, somente descrita em 5 isolados originados na Venezuela. Relacionando histórico de viagem e este novo método, o país provável da origem da infecção pode ser identificado. Como micoses endêmicas são somente diagnosticadas pela histopatologia, o nosso método poderia ampliar os estudos epidemiológicos de paracoccidoidomicose.RESUMO TRABALHO III - O objetivo deste trabalho foi avaliar o padrão dos granulomas em material parafinado, proveniente de lesões de pacientes com paracoccidioidomicose, e tentar correlacionar com a expressão de citocinas na própria lesão. Ainda, verificar diferenças polimórficas no gene da gp43 (principal antígeno do P. brasiliensis) a partir de DNA genômico do fungo, obtido de material parafinado de biópsias humanas. No presente estudo, 20 amostras de diferentes tecidos, proveniente de biópsias de pacientes com o diagnóstico de PCM, foram analisadas, de acordo com os parâmetros: padrão do granuloma, contagem dos fungos em lâminas coradas, imuno-histoquímica das citocinas IL-10, IL12, INF-, TNF- e do antígeno leucocitário CD4, além de análise molecular por Nested-PCR. A análise histoquímica demonstrou correlação entre quantidade de fungos e padrão de granuloma. Granulomas frouxos apresentaram maior número de fungos viáveis enquanto que granulomas compactos continham menos células fúngicas. No entanto, não foi possível estabelecer uma relação evidente entre o tipo de granuloma e o perfil de citocinas expressas nas lesões. Os dados moleculares revelaram a presença de 2 genótipos distintos em todo o material utilizado. Este trabalho ainda relata pela primeira vez a presença destes dois genótipos no mesmo paciente, sugerindo que um indivíduo pode estar infectado por diferentes isolados..
Palavra-chave Paracoccidioides
Paracoccidioidomicose
Granuloma
Reação em cadeia da polimerase
Idioma Português
Data de publicação 2007
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2007. 88 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 88 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23682

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta