Estudo histomorfométrico do preparo tecidual ósseo de coelhos com parafusos de titânio inseridos sob diferentes intensidades de torques

Estudo histomorfométrico do preparo tecidual ósseo de coelhos com parafusos de titânio inseridos sob diferentes intensidades de torques

Título alternativo Histomorphometric analysis of bone tissue repair in rabbits after insertion of titanium screws under different torque values
Autor Togni, Fabrício Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Taha, Murched Omar Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ciência cirúrgica interdisciplinar
Resumo Objetivo: avaliar em variados periodos de tempo a resposta inflamatoria do tecido osseo de coelhos nos quais foram instalados parafusos de titanio com variadas intensidades de torque. Metodos: 15 coelhos (linhagem Nova Zelandia), machos, albinos, receberam 3 parafusos de titanio instalados em cada tibia traseira e uma perfuracao sem parafuso (controle), num total de 120 perfuracoes e 90 parafusos. Padronizou-se que cada tibia traseira receberia: 1 perfuracao controle, 1 parafuso instalado sem torque, 1 parafuso instalado com 5 N.cm de torque e 1 parafuso com 10 N.cm de torque. Os animais foram divididos em 5 grupos de 3 individuos cada, conforme sofriam a eutanasia com 2, 7, 14, 21 e 42 dias pos-operatorios. As pecas foram removidas e descalcificadas em acido formico a 10 por cento por cerca de 60 dias. Os parafusos foram removidos e as laminas foram preparadas com coloracao de hematoxicilina e eosina. As laminas foram observadas em microscopia otica de 20 e 40 vezes de aumento. Utilizando-se o programa Image Pro Plus, analizou-¬se 6 quadrantes de cada parafuso e foi realizada a contagem de celulas inflamatorias osseas. Nos grupos de 14, 21 e 42 dias pos-operatorios foram medidas as espessuras de tecido osseo formado ao redor dos parafusos. Os resultados foram submetidos aos testes de variancia ANOVA e Kruskal-Wallis para comparacoes multiplas e estabelecido o nivel de significancia p≤0,001. Resultados: observou-se que a presenca de parafusos apresentou uma quantidade significantemente maior (p≤0,001) de celulas inflamatorias quando comparado as perfuracoes controle. Nao houve diferenca estatisticamente significante quando feitas comparacoes multiplas entre o cruzamento dos grupos e a intensidade de torques aplicados. Houve um aumento estatisticamente significante (p≤0,001 ) na formacao de tecido osseo adjacente aos parafusos dos grupos 14, 21 e 42 dias quando comparados aos grupos 2 e 7 dias. Conclusoes: quanto maiores foram os torques de instalacao dos parafusos de titanio, maiores foram as quantidades de celulas inflamatorias locais observadas nos tecidos osseos circundantes e que com o passar dos periodos de tempo, foram diminuindo gradativamente. As espessuras de tecidos osseos formadas observadas ao redor dos parafusos inseridos foram proporcionalmente menores quando a intensidade dos torques aplicados foram cada vez maiores, porem essas observacoes histologicas nao tiveram significancia estatistica

Objective: evaluate the inflammatory response of rabbit tissue after insertion of titanium screws under different torque values. Methods: 15 New Zealand male albinics rabbits had 4 holes in one of theirs back tibia; 3 screws were placed in each animal and a control hole remained without screw. The screws were placed with 0 N.cm, 5 N.cm and 10 N.cm of torque, respectively, in each rabbit. The animals were put into 5 groups according to the day of death after surgery (2, 7, 14, 21 and 42 days). The bones with the orifices were removed and undecalcified in 10% formic acid during 60 days. The screws were removed and the histological blades were colored with hematoxicilin-eosin. The Image Pro Plus program did the inflammatory bone cells counting using 6 blocks of each screw. The thickness of the bone tissue around the screws was measured on the 14th, 21st e 42nd post-surgery day groups. The results were submitted to the Anova and Kruskal-Wallis tests to multiple comparisons with a significance level of p=0,001.Results: the screws resulted a bigger number (p=0,001) of inflammatory cells when compared to the control hole. There was no statistic difference when several comparisons were made crossings the groups according to the torque intensity. There was an increase on the screws’ adjacent bone tissue on days 14th, 21st and 42nd groups when compared to days 2 and 7. Conclusions: there was a tendency that the higher the insertion torque values applied on the screws, the bigger the inflammatory cells number on adjacent rabbit bone tissue and that the lower the torque value, the thicker the bone tissue around screw.
Palavra-chave Osso e ossos
Torque
Parafusos ósseos
Implantes experimentais
Coelhos
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data de publicação 2007
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2007. 65 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 65 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23637

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-23637.pdf
Tamanho: 4.877MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta