Avaliação morfológica e imunohistoquímica tardia do fígado e do pulmão após lesão de isquemia e reperfusão hepática seletiva com modulação pelo precondicionamento isquêmico ou pela N-acetilcisteina

Avaliação morfológica e imunohistoquímica tardia do fígado e do pulmão após lesão de isquemia e reperfusão hepática seletiva com modulação pelo precondicionamento isquêmico ou pela N-acetilcisteina

Título alternativo Late morphological and immunohistochemical evaluation of liver and lung after seletive ischemia and reperfusion injury modulated by ischemic preconditioning or N-acetyl
Autor Souza, Maria Aparecida Galhardo de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Montero, Edna Frasson de Souza Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ciência cirúrgica interdisciplinar
Resumo Este estudo teve como objetivo avaliar 0 papel do precondicionamento isquemico (IPC) e da N-acetilcisteina (NAC) no figado e no pulmao na fase tardia da lesao de isquemia e reperfusao hepatica. Foram usados 24 ratos Wistar EPM-1, distribuidos por randomizacao em quatro grupos: (IR) Isquemia hepatica por 40 minutos e reperfusao por 24 horas; (IPC) precondicionamento isquemico de 10 minutos de isquemia e 10 minutos de reperfusao antes da isquemia prolongada; (NAC) Animais receberam N-acetilcisteina 15 minutos antes da isquemia e 5 minutos antes da reperfusao e (SHAM) Animais foram operados e tiveram 0 pediculo hepatico manipulado sem serem submetidos a isquemia. Na reoperacao, apos 24 horas de reperfusao hepatica, foi colhido sangue para dosagem de aspartate aminotransferase (AST) e alanino aminotransferase (AL T) e retirados os lobos isquemicos do figado e 0 pulmao esquerdo para estudo histologico e imunohistoquimico com Caspase-3 e PCNA para avaliar a apoptose e a proliferacao celular, respectivamente. Foram usados 0 teste de Kruskal-Wallis e 0 teste de variancia com pos-teste de Tukey (p < 0,05). Os valores da AST foram similares entre os grupos (p=0,45); para a ALT houve aumento comparado ao grupo SHAM (p=0,036). Nos grupos IPC e NAC houve prevencao da necrose (p=0,027), apoptose (p=0,003) e esteatose microvesicular (p=0,0007); porem somente no grupo NAC houve reducao do infiltrado inflamatorio (p=0,004) no figado. Os grupos IPC e NAC reduziram a marcacao citoplasmatica de Caspase-3 (p=0,0001) e a marcacao nuclear do PCNA (p=0,0001) no figado. No pulmao, o IPC reduziu 0 espessamento da parede do alveolo (p=0,014), porem tanto 0 IPC quanto a NAC reduziram a Caspase-3 e 0 PCNA em relacao ao grupo IR. Em conclusao, o precondicionamento isquemico e a N-acetilcisteina reduzem a lesao de isquemia e reperfusao hepatica no figado e no pulmao na fase tardia

This study aimed to evaluate the effect of ischemic preconditioning (IPC) and Nacetylcysteine (NAC) in hepatic and pulmonary damage in late phase after liver ischemia-reperfusion injury. 24 male Wistar-EPM rats were randomized and assigned into four groups: (IR) Hepatic ischemia-reperfusion; (IPC) IPC achieved before hepatic ischemia; (NAC) Animals received NAC pre treatment; and (SHAM) Sham operated group. After 24 hours of hepatic reperfusion, blood, ischemic liver and pulmonary samples were collected. Aspartate aminotransferase (AST) and alanine aminotransferase (ALT) activity were measured, histological and immunohistochemical studies in liver and lung were also performed. Apoptosis was evaluated by Caspase-3 while cell proliferation by proliferating cell nuclear antigen (PCNA) in liver and pulmonary samples. Kruskal-Wallis and one-way ANOVA with post-hoc Tukey's test for multiple comparisons were used (p ≤ 0.05). AST levels were similar among experimental groups. ALT lower levels were observed in sham group (p=0.04). IPC and NAC groups prevented from necrosis (p=0.027), apoptosis (p=0.003) and microvesicular steatosis (p=0.0007), but just NAC group prevented from neutrophil infiltration in liver tissue (p=0.004). SHAM, NAC and IPC groups were lower than IR group in the caspase-3 activity (P=0,001) and quantitative analysis showed that PCNA in IR group was higher than SHAM, NAC and IPC groups (P=0,001). In lung tissue, just IPC treatment reduced alveolar septal edema (p=0.014), but IPC and NAC groups didn’t prevent from neutrophil infiltration or vascular congestion. The immunohistochemical study showed NAC and IPC groups prevented apoptosis (P= 0,001) and cell proliferation (P=0,001). In conclusion, IPC and NAC attenuated hepatic and pulmonary damage after hepatic ischemiareperfusion injury in late phase.
Palavra-chave Traumatismo por reperfusão
Fígado
Acetilcisteína
Precondicionamento isquêmico
Idioma Português
Data de publicação 2007
Publicado em GALHARDO, Maria Aparecida de Souza. Avaliação morfológica e imunohistoquímica tardia do fígado e do pulmão após lesão de isquemia e reperfusão hepática seletiva com modulação pelo precondicionamento isquêmico ou pela N-acetilcisteína. 2007 81 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2007.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 81 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23633

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-23633.pdf
Tamanho: 1.607MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta