Avaliação da depressão e ansiedade em pacientes com diagnóstico de câncer colorretal antes e após quimioterapia adjuvante

Avaliação da depressão e ansiedade em pacientes com diagnóstico de câncer colorretal antes e após quimioterapia adjuvante

Título alternativo Evaluation of drepression and anxiety in colorectal patients before and after adjuvant chemotherapy
Autor Medeiros, Marta Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Forones, Nora Manoukian Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: O câncer e visto de forma negativa pelas pessoas, que revelam medo e ansiedade diante de uma doença associada ao sofrimento, a tratamentos agressivos e a possibilidade de morrer. O câncer colorretal e uma das neoplasias mais prevalentes e poucos estudos foram desenvolvidos em relação a ansiedade e depressão dos indivíduos submetidos a ressecção do tumor mas com indicação de tratamento quimioterápico adjuvante Objetivo: Avaliar a prevalência de depressão e ansiedade em pacientes com diagnóstico de câncer colorretal antes e após quimioterapia adjuvante. Casuística e Método: Após a ressecção do câncer colorretal 37 pacientes foram estratificados, de acordo com a indicação ou não de quimioterapia em dois grupos: grupo quimioterapia (GO) ou acompanhamento c1fnico (grupo controle, GC). Nestes pacientes os Inventários de Depressão e Ansiedade foram aplicados no início e no final do tratamento no grupo tratado (n=19) e na primeira consulta e após 6 meses do acompanhamento clínico no grupo controle (n=18). Resultados: Não observamos diferença entre os sexos, idade ou localização entre os grupos. Estadio II foi mais freqüente no GC. Depressão leve ou moderada foi encontrada em 31,6 por cento dos pacientes do GO na 1ª avaliação e em 36,8 por cento na reavaliação, mas não nos do GC nas duas avaliações. Em relação ao estado ou traço de ansiedade, estas duas variáveis foram semelhantes antes e após o tratamento quimioterápico. No entanto o número de pacientes com ansiedade-estado ou traço moderada no GO foi maior que no GC nas duas avaliações. Não foram detectadas alterações nos inventários de depressão e ansiedade em relação à localização ou estádio do tumor. Maior número de indivíduos deprimidos foram observados no sexo masculino entre os pacientes do GC, mas não no GQ. Conclusões: Verificou-se neste estudo que pacientes com diagnóstico de câncer colorretal submetidos a tratamento quimioterápico apresentaram depressão e maiores índices de ansiedade quando comparados ao grupo controle.
Palavra-chave Depressão
Ansiedade
Neoplasias colorretais
Questionários
Psicologia
Idioma Português
Data de publicação 2007
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2007. 79 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 79 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23617

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta