Origem embrionária e aspectos clínicos do hermafroditismo verdadeiro quimera 46, XX/46,XY

Origem embrionária e aspectos clínicos do hermafroditismo verdadeiro quimera 46, XX/46,XY

Título alternativo Embryonic origin and clinical presentation of true hermaphroditism chimera XX/XY
Autor Stella, Lenira Cristina Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Verreschi, Ieda Therezinha do Nascimento Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo O Hermafroditismo Verdadeiro, uma condição rara, é indistinguível fenotipicamente de outras anormalidades de intersexualidade. Quimerismo é a presença de células de dois ou mais zigotos no mesmo indivíduo, e tem como principal diagnóstico diferencial o mosaicismo. As quimeras podem ser originadas por singamia ou pela associação de células de diferentes zigotos. A divisão partenogenética e a aneuploidia 47,XXY podem explicar o mecanismo de singamia, o qual apresenta os mesmos polimorfismos haplóides maternos. Na fusão de dois diferentes zigotos, o indivíduo quimera resultante necessariamente apresenta dois genótipos maternos e paternos, na pesquisa de polimorfismos de DNA. A suspeita diagnóstica de quimerismo pode surgir na presença de ambigüidade genital ou a partir da dificuldade na determinação do grupo sanguíneo em quimeras ocultas. A fenotipagem das hemáceas revela campo misto na presença de duas ou mais populações distintas e a determinação do HLA pode revelar mais de dois conjuntos haplóides, a exemplo do caso estudado nesta tese. As condições de concepção influenciam a expressão gênica, embora por mecanismos ainda pouco determinados. A fertilização normal ocorre nas Trompas de Falópio; o espermatozóide escolhido reconhece a proteína integrina do óvulo, e a fusão de ambos os pronúcleos resulta no zigoto diplóide unicelular. A polaridade do embrião começa imediatamente antes da gastrulação e a disposição das células determina mudanças dinâmicas no padrão de expressão gênica. O primeiro eixo de clivagem, o eixo embriônico-abembriônico, polariza a massa celular interna, e o segundo eixo é orientado pelo corpo polar e estabelece a simetria do embrião. A relação entre o 2 útero e o embrião orienta a polaridade do embrião e o ambiente da implantação. A fertilização assistida interfere na orientação do polo embrionário e na implantação.

True hermaphroditism (TH), a rare condition, is phenotypically indistinguishable from other intersexuality abnormalities. Chimera is the presence of cells from two or more zygotes in the same individual, and its main differential diagnosis is mosaicism. Chimeras can be originated by syngamy or by association of cells from different embryos. Parthenogenetic division and 47,XXY aneuploidy could explain the mechanism of syngamy, that presents the same maternal haploid polymorphisms. In the merging of two different zygotes, the resultant chimera individual should contain two paternal and two maternal haploid genomes, when DNA polymorphisms are compared. Normal fertilization occurs in the Fallopian tube; the chosen sperm recognizes the integrin protein of the ovum, and the fusion of the two pronuclei results in a unicellular diploid zygote. Embryo polarity starts immediately before gastrulation, and the order of cells determines dynamic changes in patterns of gene expression. The first cleavage axis, the embryonic-abembryonic axis, polarizes the inner cell mass, and the second one is oriented by the polar body and establishes the blastocyst symmetry. The uterus-embryo relationship orients the embryo polarity in the natural implantation environment. Assisted fertilization interferes with the embryonic polar orientation and implantation.
Palavra-chave Transtornos Ovotesticulares do Desenvolvimento Sexual
Antígenos de Grupos Sanguíneos
Fertilização
Idioma Português
Data de publicação 2006
Publicado em STELLA, Lenira Cristina. Origem embrionária e aspectos clínicos do hermafroditismo verdadeiro quimera 46, XX/46,XY. 2006. 54 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2006.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 54 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23549

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-23549.pdf
Tamanho: 2.371MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta