Qualidade de vida, condicao de Saúde e motivacao dos idosos usuarios de duas universidade abertas a terceira idade no municipio de São Paulo

Qualidade de vida, condicao de Saúde e motivacao dos idosos usuarios de duas universidade abertas a terceira idade no municipio de São Paulo

Título alternativo Quality of life, health conditions and motivation of attendants on two São Paulo's third aged opened universities
Autor Merlin, Marina Stahl Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: verificar a qualidade de vida e as condicoes de Saúde dos idosos que frequentam as Universidades Aberta a Terceira Idade da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e da Pontificia Universidade Catolica (PUC) no municipio de São Paulo, e identificar os aspectos que os motivam a procurar esse tipo de servico. Metodo: foram entrevistados 90 idosos frequentadores das duas Universidades Aberta a Terceira Idade, num estudo em corte transversal. Os idosos responderam a sete questionarios referentes aos dados de identificacao, de qualidade de vida (World Health Organization Quality of Life - WHOQOL-bref), rastreamento de Saúde mental (Self Report Ouestionnaire-SRQ-20 e Beck Depression Inventory-BDI), Saúde cognitiva (Mental Status Ouestionnaire-MSQ-1 O), Saúde fisica e motivacao. A analise estatistica foi utilizada para verificar a associacao entre as variaveis Saúde mental, Saúde cognitiva, Saúde fisica, qualidade de vida, motivacao e as variaveis socio-demograficas dos idosos. Foi realizada a analise de regressao linear multipla para a verificacao da influencia das variaveis Saúde mental e Saúde fisica na qualidade de vida. Resultados: 58,9 por cento dos idosos avaliam sua qualidade de vida como sendo boa e 25,6 por cento a avaliam como sendo muito boa; 83,3 por cento da amostra foram identificados como nao caso pelo SRQ, 90 por cento pelo BOI e 84,3 por cento pelo MSQ; 87,7 por cento dos idosos consideram sua Saúde fisica como sendo boa ou regular, apesar de 71,2 por cento apresentarem entre 3 a 7 quadros clinicos simultaneos. A Saúde mental, indicada pelo SRQ, mostrou-se significativamente influente nos quatro dominios de qualidade de vida (dominios fisico, p=0,001; psicologico, p=0,001; social, p=0,002 e ambiental, p=0,003). A Saúde fisica mostrou-se associada ao dominio psicologico de qualidade de vida (p=0,021). Conclusao: as condicoes de Saúde fisicas repercutem na qualidade de vida psicologica, enquanto que a Saúde mental apresentou repercussoes nos dominios fisicos, psicologico, social e ambiental da qualidade de vida dos idosos. A Saúde mental dos idosos e um aspecto importante na compreensao de Saúde atual. Sugere-se investimentos e novas pesquisas sobre o tema, visando a otimizacao das politicas sociais e de Saúde destinadas aos idosos brasileiros
Palavra-chave Qualidade de Vida
Idoso
Saúde Mental
Saúde
Universidades
Idioma Português
Data de publicação 2006
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2006. 88 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 88 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23456

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta