Confiabilidade da versao brasileira do questionario generico de qualidade de vida Pediatric Quality of Life Inventory versao 4.0(PedsQL 4.0)

Confiabilidade da versao brasileira do questionario generico de qualidade de vida Pediatric Quality of Life Inventory versao 4.0(PedsQL 4.0)

Título alternativo Reability of the Brazilian version of de Generic Core Scale Pediatric Quality of Life Inventory version 4.0(PedsQL 4.0)
Autor Klatchoian, Denise Ascenção Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Resumo do Artigo Cientifico:Objetivos. 1) Traduzir e avaliar as propriedades de medida (validade e reprodutibilidade) do questionario generico de qualidade de vida PedsQL 4.0 para o idioma portugues e para a cultura brasileira, 2) Mensurar a qualidade de vida de um grupo de pacientes com doencas reumaticas com idades entre 2 e 18 anos. Metodos. Utilizamos a metodologia proposta pelos autores da versao original do questionario: 1) Traducao por um painel de especialistas, 2) Back translation para o ingles com avaliacao pelos autores da versao original, 3) Estudo piloto envolvendo 5 criancas e pais de cada faixa etaria (2-4 anos, 5-7 anos, 8-12 anos e 13-18 anos) e 4) Avaliacao das propriedades de medida. Nesta etapa o PedsQL 4.0 foi administrado a um grupo de 105 criancas e adolescentes com doencas reumaticas e a 240 controles pareados por idades, bem como aos respectivos pais ou cuidadores. As patologias foram: artrite idiopatica juvenil (n = 71), lupus eritematoso sistemico (n = 22), dermatomiosite juvenil (n = 7) e miscelanea (n = 5). O grupo controle de 240 individuos (124 meninas) foi constituido por 60 criancas ou adolescentes aparentemente saudaveis em cada uma das 4 faixas etarias. A versao para os pais ou cuidadores foi aplicada no mesmo dia, separadamente. Resultados. Observamos valores de alpha de Cronbach entre 0,6 e 0,9 para iodos os aspectos avaliados pelo questionario (fisico, emocional, social e educacional) apontando uma boa consistencia interna. A validade construida foi comprovada, utilizando-se parametros habitualmente utilizados em Reumatologia Pediatrica como o Childhood Health Assessment Questionnaire e o Childhood Health Questionnaire (coeficiente de correlacao de Spearman, p < 0,001). Com relacao a reprodutibilidade inter-pesquisador, observamos boa correlacao intra-classe para todas as faixas etarias (0,69 a 0,88). Os escores dos pacientes, em todos os aspectos, foram significativamente mais baixos do que os dos controles (p < 0,0001): fisico = 75,99± 22,65 vs. 95,94± 5,83; psicossocial = 73,33±16,02 vs. 85,03± 9,66 e total = 74,28± 16,73 vs. 88,90±7,35, respectivamente. Na versao para os pais tambem foram observadas diferencas estatisticamente significantes (p < 0,0001) em todos os aspectos. Cabe ressaltar que, de um modo geral, os cuidadores, foram capazes de aferir a qualidade de vida dos filhos, com excecao para os aspectos emocional e social. Conclusoes. A versao brasileira do PedsQL mostrou-se valida e confiavel. A qualidade de vida dos pacientes foi significativamente menor do que os controles saudaveis, indicando para a necessidade de uma abordagem mais integral e focada nao somente para os aspectos fisicos, mas tambem para os psicossociais. A aplicabilidade pratica do PedsQL 4.0 sera de grande utilidade para todos os profissionais responsaveis pelo cuidado de criancas e adolescentes.
Palavra-chave Qualidade de Vida
Doenças Reumáticas
Adaptação
Idioma Português
Data de publicação 2007
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2007. 69 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 69 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23447

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta