Avaliacao do processo de implantacao de um programa de orientacao sobre o uso de drogas dirigido a pais de adolescentes

Avaliacao do processo de implantacao de um programa de orientacao sobre o uso de drogas dirigido a pais de adolescentes

Título alternativo Evaluation of the implementation of a orientation programme on drug use in adolescence directed to adolescents'relatives
Autor Trovo, Maria Angelica Mariottini Lima Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Em face da elevada prevalencia de consumo de alcool e/ou drogas pelos adolescentes, multiplas estrategias de prevencao tem sido propostas nas ultimas duas decadas, na tentativa de minimizar o problema; porem, no Brasil poucas pesquisas tem sido realizadas avaliando a viabilidade de orientacoes voltadas especificamente a pais de adolescentes. Objetivos: a) Avaliar em pais de adolescentes: seus padroes de uso de alcool e outras drogas; seus conceitos e atitudes em relacao a prevencao e ao uso de drogas e em relacao a educacao dos filhos; b) Avaliar a viabilidade da implantacao de um programa de orientacao sobre drogas (POP-Drogas), direcionado a pais de adolescentes. Metodologia: Participaram do estudo, 185 pais de adolescentes, sendo 90 alocados para um grupo experimental e 85 para um grupo de comparacao. Todos os participantes responderam questionarios padronizados sobre conceitos e atitudes, perfil sociodemografico e sobre seu proprio uso de alcool e outras substancias. Imediatamente apos o preenchimento dos questionarios, o grupo experimental recebeu uma orientacao padronizada com duracao de 2 horas e o grupo de comparacao nao recebeu orientacao naquele momento. Depois de tres meses, os mesmos questionarios foram reaplicados, apos o que, foi oferecida orientacao aos pais do grupo de comparacao. Resultados:Quando comparados aos pais do grupo de comparacao, maior proporcao de pais de adolescentes que procuraram o programa de orientacao sobre uso de drogas na adolescencia (grupo experimental) acreditavam ser dificil fazer prevencao em casa; sabiam ou desconfiavam da utilizacao de drogas pelos filhos e apresentaram-se com uma postura mais liberal. Nao foram detectadas diferencas entre os padroes de uso de substancias dos pais dos dois grupos. Foram encontradas algumas mudancas significativas nas respostas dos pais do grupo experimental entre a avaliacao inicial e a avaliacao de seguimento, em relacao ao reconhecimento dos diferentes tipos de drogas; a maneira como encaram a prevencao do uso de drogas pelos filhos e a alguns conceitos sobre a etiologia do uso abusivo de alcool e outras drogas. A maioria dos pais relatou ter ficado satisfeita com o conteudo do programa de orientacao. Varias dificuldades foram encontradas durante o processo de implantacao do POP¬Drogas, sendo que as principais foram a baixa adesao dos pais e a dificuldade para estabelecimento de parcerias entre escolas ou empresas e o programa. Apesar dos obstaculos que podem ser encontrados na sua implantacao, programas deste tipo podem ser uteis para o fornecimento de informacoes adequadas, que desmistifiquem as crencas e fortalecam atitudes que contribuam como fatores de protecao para o uso de drogas pelos adolescentes. Conclusao: Pais que procuram orientacao sobre drogas possuem algumas caracteristicas peculiares e, o programa de orientacao oferecido a pais sobre drogas na adolescencia alcancou resultados positivos, embora tenha havido dificuldades em sua implementacao junto a escolas ou empresas
Palavra-chave Adolescente
Pais
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
Avaliação
Idioma Português
Data de publicação 2007
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2007. 180 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 180 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23426

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta