Sistematização da assistência de enfermagem: dificuldades e facilidades encontradas pelos enfermeiros do Hospital São Paulo para a execução do processo de enfermagem

Sistematização da assistência de enfermagem: dificuldades e facilidades encontradas pelos enfermeiros do Hospital São Paulo para a execução do processo de enfermagem

Alternative title Nursing care systematization: difficulties found by nursings of São Paulo hospital to the execution of nursing process
Author Takahashi, Alda Akie Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Barros, Alba Lucia Bottura Leite de Autor UNIFESP Google Scholar
Graduate program Enfermagem - EPE
Abstract Trata-se de um estudo de natureza descritiva e exploratoria, que teve como objetivo identificar as dificuldades e facilidades encontradas pelas enfermeiras do Hospital São Paulo (HSP) da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) ¬ Escola Paulista de Medicina (EPM), para execucao das fases do processo de enfermagem (PE) e os motivos atribuidos as dificuldades citadas. A amostra populacional foi composta de 83 enfermeiras. Um questionarios com perguntas estruturadas foi utilizado como instrumento para a coleta de dados. Os principais resultados foram: a) em relacao a insercao das enfermeiras com a SAE: 91,6 por cento utilizam a sistematizacao da assistencia de enfermagem(SAE) em sua unidade; 41,5 por cento aplicam o PE em todos os pacientes de sua unidade. b) quanto as fases do PE em que possuem dificuldades: diagnostico de enfermagem (58,5 por cento); evolucao de enfermagem (34,2 por cento); planejamento da assistencia (32 por cento); coleta de dados (28,7 por cento); prescricao de enfermagem (23,2 por cento); 72 por cento tem dificuldades em 01 ou mais fase do processo; c) quanto ao motivos atribuidos as dificuldades: As dificuldades atribuidas a coleta de dados foram: falta de tempo (43,5 por cento); limitacao do paciente em prestar informacoes (21,7 por cento); falta de conhecimento e impresso utilizado e inadequado (17,4 por cento). As dificuldades atribuidas para o diagnostico de enfermagem foram: definir categoria diagnostica (51 por cento); falta de conhecimento teorico (26,4 por cento); falta de aplicacao pratica (15,1 por cento). As dificuldades atribuidas para a execucao do planejamento da assistencia foram: falta de conhecimento teorico (36,3 por cento); falta de exercicio pratico (31,8 por cento); falta de tempo (9,1 por cento). As dificuldades atribuidas para a execucao da prescricao de enfermagem foram: falta de conhecimentos (47 por cento); falta de tempo (17,6 por cento); falta de utilizacao pratica, falta de recursos (11,8 por cento). As dificuldades atribuidas para a execucao da evolucao de enfermagem foram: falta de conhecimento teorico-pratico (30 por cento); falta de tempo (30 por cento); indisponibilidade do acesso ao prontuario do paciente (10 por cento); d) quanto as facilidades atribuidas para execucao do PE: As facilidades atribuidas para a execucao da coleta de dados foram: possuir conhecimento teorico pratico (31,5 por cento); possuir na unidade impresso direcionado e adequado ao servico (22,9 por cento); ter facilidade de comunicar e entrevistar o paciente, por ser a fase mais objetiva e rápida do processo para executar (17,1%). As facilidades atribuídas para a execução do diagnóstico de enfermagem foram: possuir conhecimento teórico e experiência prática (60%); utilizar o livro para consulta (30%); possuir tempo para execução (10%). As facilidades atribuídas para a execução do planejamento da assistência foram: possuir conhecimentos teóricos e experiência prática (50%); ter realizado as etapas anteriores à fase do planejamento no processo (29,2%); utilizar o livro para consulta (12,5%). As facilidades atribuídas para a prescrição de enfermagem foram: possuir conhecimentos teóricos e experiência prática (55,9%); ter executado as etapas anteriores à fase da prescrição de enfermagem no processo (38,2%); e as facilidades atribuídas à execução da evolução de enfermagem foram: possuir conhecimentos teóricos e experiência prática (76,5%); aprendeu e executou a fase durante a graduação (11,8%); ter executado as fases anteriores à evolução de enfermagem (5,9%). Concluiu-se que as fases mais difíceis para executarem foram: o diagnóstico de enfermagem, evolução e plano de assistência. Os motivos atribuídos às dificuldades e facilidades, relacionam-se ao grau de conhecimento teórico - prático que possuem e que as enfermeiras não possuem conhecimentos suficientes para realizarem o PE.

This is a descriptive and exploratory study, which aim is the identification of difficulties and facilities found by nursing of Sao Paulo Hospital (HSP) of Sao Paulo Federal University (UNIFESP) – Medicine Paulista School (EPM), to the execution of nursing process phases (PE) and the reasons attributed to the difficulties quoted. 83 nursing have composed the human sample. A questionnaire with structure questions was utilized as an instrument for data collection. The main results were: a) in relation to the nursing insertion with the SAE: 91,6% utilized the nursing care systematization (SAE) into their unity; 41,5% have applied the PE in all patients of their unity; b) concerning the PE phases in which they have difficulties: nursing diagnosis (58,5%); nursing evolution (34,2%); care planning (32%); data collection (28,7%); nursing prescription (23,2%); 72% have difficulties in 01 or more process phase; c) concerning the reasons attributed to the difficulties: The difficulties attributed to the data collection were: lack of time (43,5%); patient limitation to give information (21,7%); lack of knowledge and printing utilized is inadequate (17,4%). The difficulties attributed to the nursing diagnosis were: to define the diagnosis category (51%); lack of theoretical knowledge (26,4%); lack of practical application (15,1%). The difficulties attributed to the execution of care planning were: lack of theoretical knowledge (36,3%); lack of practical application (31,8%); lack of time (9,1%). The difficulties attributed to the execution of nursing prescription were: lack of knowledge (47%); lack of time (17,6%); lack of practical utilization, lack of resources (11,8%). The difficulties attributed to the nursing evolution execution were: lack of theoretical-practical knowledge (30%); lack of time (30%); access to the patients recorded genealogy not available (10%); d) concerning to the facilities attributed to the execution of PE: The facilities attributed to the execution of data collection were: to have theoretical and practical knowledge (31,5%); to have directed and adequate printing to the service in the unity (22,9%); to have facility of communication and interview the patient, because this is the more objective and the faster process phase to execute (17,1%). The facilities attributed to the execution of the nursing diagnosis were: to have theoretical knowledge and practical experience (60%); to utilize the book to consultation (30%); to have time to the execution (10%). The facilities attributed to the execution of the care planning were: to have theoretical knowledge and practical experience (50%); to have done the preceding phases of the planning phase in the process (29,2%); to utilize the book to consultation (12,5%). The facilities attributed to the nursing prescription were: to have theoretical knowledge and practical experience (55,9%); to have done the preceding phases of the nursing prescription phase in the process (38,2%); and the facilities attributed to the execution of the nursing evolution were: to have theoretical knowledge and practical experience (76,5%); to have learned and to have executed the phase during the graduation (11,8%); to have executed the preceding phases of the nursing evolution (5,9%). It was concluded that the more difficult phases to execute were: the nursing diagnosis, care evolution and planning. The reasons attributed to the difficulties and facilities relate themselves to the level of theoretical and practical knowledge which they have and the nursing do not have sufficient knowledge to do the PE.
Keywords Cuidados de Enfermagem
Processos de Enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagem
Processo de enfermagem
Dificuldades e Facilidades
Language Portuguese
Date 2006
Published in TAKAHASHI, Alda Akie. Sistematização da assistência de enfermagem: dificuldades e facilidades encontradas pelos enfermeiros do Hospital São Paulo para a execução do processo de enfermagem. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2006.
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 186 p.
Access rights Open access Open Access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23424

Show full item record




File

Name: Tese-10323.pdf
Size: 613.6Kb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account