Disponibilidade de unidades de terapia intensiva pediátrica e neonatal no município de São Paulo

Disponibilidade de unidades de terapia intensiva pediátrica e neonatal no município de São Paulo

Título alternativo Availability of pediatric and neonatal intensive care units in the city of São Paulo
Autor Souza, Daniela C. de Google Scholar
Troster, Eduardo Juan Google Scholar
Carvalho, Werther Brunow de Autor UNIFESP Google Scholar
Shin, Shieh H. Google Scholar
Cordeiro, Andréa M. G. Google Scholar
Instituição Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To describe the health care service provided in pediatric intensive care units in the city of São Paulo, by identifying and describing the units and analyzing their geographic distribution. METHODS: A descriptive cross-sectional study was carried out during a two-year period (August 2000 to July 2002). Data were collected through questionnaires answered by medical directors of each pediatric and neonatal intensive care unit. RESULTS: São Paulo is served by 107 pediatric and neonatal intensive care units, of which 85 (79.4%) completed and returned the questionnaire. We found a very unequal distribution of units as there were more units in places with the least pediatric population. Regarding to pediatric intensive care units specialization, 7% were pediatric, 41.2% were neonatal and 51.7% were mixed (pediatric and neonatal). Regarding hospital funds, 15.3% were associated with philanthropic institutions, 37.6% were private and 47% were public. A total of 1,067 beds were identified, of which 969 were active. The ratio bed/patient aged 0-14 was 1/2,728, varying from 1/604 at health districts - I to 1/6,812 at health districts - III. The units reported an average of 11.7 beds (2 to 60). The neonatal intensive care unit had a median of 16.9 beds per unit and pediatric intensive care units a median of 8.5 beds/unit. CONCLUSION: In São Paulo, we found an uneven distribution of pediatric and neonatal intensive care units among the health districts. There was also an uneven distribution between public and private units, and neonatal and pediatric ones. The current report is the first step in the effort to improve the quality of medical assistance in pediatric and neonatal intensive care units in São Paulo.

OBJETIVO: Caracterizar a assistência de saúde prestada em tratamento intensivo pediátrico e neonatal no município de São Paulo através da identificação, descrição e distribuição geográfica das unidades. MÉTODOS: Estudo descritivo, tipo transversal, onde foram estudadas as unidades de terapia intensiva pediátrica e neonatal do município de São Paulo, no período de agosto de 2000 a julho de 2002. A coleta dos dados foi realizada por meio de questionário preenchido pelo coordenador médico de cada unidade. RESULTADOS: Foram listadas 107 unidades de terapia intensiva pediátricas e neonatais no município de São Paulo. Oitenta e cinco (79,4%) unidades forneceram os dados, constituindo a população de estudo. Observou-se maior número de unidades de terapia intensiva em Núcleos Regionais de Saúde com menor população pediátrica. Quanto à faixa etária, 7% eram exclusivamente pediátricas, 41,2% neonatais, e 51,7% mistas. Em relação ao mantenedor: 47% eram públicas, 37,6% privadas, e 15,3% filantrópicas. Identificamos 1.067 leitos, estando 969 em atividade. A razão leito/paciente de 0 a 14 anos foi de 1:2.728, variando de 1:604 (Núcleo Regional de Saúde - I) a 1:6.812 (Núcleo Regional de Saúde - III). O número de leitos por unidade variou de 2 a 60, com média de 11,7 (unidades de terapia intensiva neonatais: 16,9; mistas: 8,5). CONCLUSÃO: No município de São Paulo, observou-se uma distribuição desproporcional das unidades de terapia intensiva pediátrica e neonatal entre os cinco Núcleos Regionais de Saúde. Houve também uma distribuição desproporcional entre unidades de terapia intensiva públicas e privadas e entre neonatais e pediátricas. Esse estudo foi o primeiro esforço na busca por melhor qualidade na assistência intensiva pediátrica e neonatal no município de São Paulo.
Palavra-chave Evaluation
services structure
pediatric intensive care unit
neonatal intensive care unit
questionnaires
Avaliação
estrutura dos serviços
unidade de terapia intensiva pediátrica
unidade de terapia intensiva neonatal
questionários
Idioma Português
Data de publicação 2004-12-01
Publicado em Jornal de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria, v. 80, n. 6, p. 453-460, 2004.
ISSN 0021-7557 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Pediatria
Extensão 453-460
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572004000800006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0021-75572004000800006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2340

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0021-75572004000800006.pdf
Tamanho: 290.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta