Influencia da estrategia de avaliacao ergometrica nas propriedades mecanico-ventilatorias pulmonares e suas respostas ao uso de broncodilatador inalatorio em pacientes com doenca pulmonar obstrutiva cronica estavel

Influencia da estrategia de avaliacao ergometrica nas propriedades mecanico-ventilatorias pulmonares e suas respostas ao uso de broncodilatador inalatorio em pacientes com doenca pulmonar obstrutiva cronica estavel

Título alternativo Influence of exercice modality on lung mechanical-ventilatory response after placebo or inhaled bronchodilatador in patients with stable COPD
Autor Albuquerque, Andre Luis Pereira de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: O estudo da limitacao ao esforco na doenca pulmonar obstrutiva cronica (OPOC) e essencial para o melhor entendimento dos mecanismos fisiopatologicos atuantes e suas alteracoes apos intervencoes terapeuticas. Neste contexto, a escolha do ergometro mais adequado pode ter papel determinante. A cicloergometria caracteriza-se por resultar em maior fadiga de membros inferiores em relacao a marcha. Em contrapartida, a hiperinsuflacao pulmonar dinamica (HO) - importante mecanismo fisiopatologico nesta doenca¬ e a sensacao de dispneia podem ser mais intensos em niveis submaximos na marcha, contribuindo para aumentar a sua sensibilidade na deteccao de beneficios apos intervencoes, como o uso de broncodilatadores inalatorios. Objetivos: Avaliar o impacto das respostas mecanico-ventilatorias e sensoriais respiratorias na reducao da tolerancia ao exercicio na marcha e na cicloergometria, assim como suas alteracoes apos o uso de broncodilatador inalatorio em pacientes com OPOC. Materiais e metodos: Trinta e tres pacientes (27 homens) com doenca moderada a grave (VEF1 38,3±12,2 por cento do previsto) foram submetidos, em dias separados, ao teste maximo incremental em esteira ergometrica e cicloergometro apos o uso de placebo ou formoterol (12 μg). Foram avaliadas, dinamicamente, as variaveis ventilatorias e metabolicas, com quantificacao, a cada 2 minutos, do grau de HO atraves da capacidade inspiratoria, alem dos escores de dispneia. A fadigabilidade de membro inferior foi mensurada 20 minutos apos o exercicio, utilizando-se a dinamometria isocinetica. Analise estatistica: Nas comparacoes dinamicas entre as modalidades de esforco (esteira vs cicloergometro) na condicao placebo, assim como suas respostas ao broncodilatador, foi utilizada a analise...(au)
Palavra-chave Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica
Exercício
Broncodilatadores
Marcha
Ergometria
Idioma Português
Data de publicação 2007
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2007. 148 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 148 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23391

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta