Artrodese da coluna lombossacra com o implante A-Systems

Artrodese da coluna lombossacra com o implante A-Systems

Título alternativo Lumbosacral column arthtodesis with a system's implant
Autor Serdeira, Afrane Google Scholar
Barros Filho, Tarcísio Eloy Pessoa de Google Scholar
Puertas, Eduardo Barros Autor UNIFESP Google Scholar
Laredo Filho, José Autor UNIFESP Google Scholar
Di Mare Arbo, Rodrigo Google Scholar
Glass, Alexandre M. Google Scholar
Instituição Pontíficia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Hospital São Lucas Serviço de Ortopedia e Traumatologia
Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Lumbosacral column arthrodesis with bone graft and metallic fixation (A-Systems implant) was carried out in 40 patients with spondylolisthesis and lumbosacral instability of the following types: isthmic-lytic in 13, degenerative in 19, traumatic in 2, pathological in 1, and surgical in 5. Preoperative, immediate postoperative, and late postoperative clinical and radiological evaluation was carried out. Clinical follow-up ranged from 10 to 46 months (mean follow-up: 11 months). Patient's and Physician's overall evaluation showed the following results: good results in 36 (39%) patients; improvement as compared to preoperative condition in 3 (7.5%); unchanged condition in 1 (2.5%); normalized labor capability in 29 (72.5%) patients; improvement of 75% in labor capability in 9 (22.5%) patients; and improvement of 50% in 2 (5%) patients. As for the Prolo rate, an increase to 9-10 (excellent) was seen in 21 (52.5%) patients; an increase to 7 and 8 (good) was seen in 14 (35%); an increase to 5 to 6 (moderate) was found in 5 (12.5%) patients. No patient had a Prolo rate of 2, 3, or 4 (poor). Mean time until return to normal activities ranged from 3 to 12 months (mean: 7 months). As compared to similar methods reported in literature, the implant has been shown to be equaally effective, with the following advantages: simplicity, use at different levels; rigidity following assembly.

Foram avaliados 40 pacientes com espondilolistese e instabilidade lombossacra: 13 pacientes do tipo ístmica-lítica, 19 do tipo degenerativa, 2 pacientes do tipo traumática, 1 tipo do patológica, e 5 do tipo cirúrgica, nos quais foram realizadas 40 artrodeses da coluna lombossacra com enxerto ósseo e fixação metálica com o implante A-Systems. A avaliação dos pacientes foi realizada clínica e radiograficamente, nos períodos pré-operatório, pós-operatório imediato e pós-operatório tardio. O tempo de acompanhamento clínico máximo foi de 46 meses, o mínimo de 10 meses, obtendo-se um acompanhamento médio de 11 meses. A avaliação global tanto do ponto vista do paciente como da equipe médica mostrou que: 36 (90%) dos pacientes obtiveram bom resultado; três pacientes (7,5%) apresentaram melhora em relação ao pré-operatório e um paciente (2,5%) não obteve melhora. Vinte e nove pacientes (72,5%) tiveram sua capacidade de trabalho normalizada, nove (22,5%) pacientes tiveram sua capacidade melhorada em 75% e dois (5%) pacientes tiveram a capacidade melhorada em 50%. Vinte e um pacientes (52,5%) tiveram o índice de Prolo aumentado entre 9 e 10 (excelente); 14 (35%) tiveram índice de Prolo aumentado para 7 e 8 (bom); em 5 (12,5%) o índice ficou entre 5 e 6 (regular) e nenhum paciente teve índice 2, 3 ou 4 (mau). O tempo médio de retorno para as atividades normais variou de três a doze meses, com uma média de sete meses. Em comparação com métodos similares relatados pela literatura, o implante mostrou-se tão eficiente quanto eles, com as vantagens da simplicidade, da possibilidade de ser usado em vários níveis e da rigidez após montado.
Palavra-chave Spine
Arthrodesis
Spinal fusion
Prostheses and implants
Coluna vertebral
Artrodese
Fusão espinal
Implantes artificiais
Idioma Português
Data de publicação 2004-12-01
Publicado em Acta Ortopédica Brasileira. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 12, n. 4, p. 217-225, 2004.
ISSN 1413-7852 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Extensão 217-225
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1413-78522004000400004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1413-78522004000400004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2338

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1413-78522004000400004.pdf
Tamanho: 484.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta