Incidencia de trombose venosa profunda dos membros inferiores no tratamento operatorio da obesidade morbida na vigencia de profilaxia

Incidencia de trombose venosa profunda dos membros inferiores no tratamento operatorio da obesidade morbida na vigencia de profilaxia

Autor Brasileiro, Aldo Lacerda Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Contexto. A trombose venosa profunda dos membros inferiores e embolia \ pulmonar sao causas importantes de morbidade e mortalidade principalmente em pacientes submetidos a operacao. Em pacientes obesos submetidos a tratamento cirurgico essas complicacoes tem incidencia ainda maior em decorrencia da propria obesidade que e considerada um fator de risco para a trombose venosa, o tempo cirurgico geralmente longo e a imobilidade maior nestes pacientes podem, tambem, contribuir para esse maior risco. Apesar de existirem varios relatos de obitos apos operacao para tratamento da obesidade e incidencias variadas na literatura, nao existe consenso quanto a profilaxia da trombose venosa profunda nestes pacientes. Objetivo. Determinar a incidencia de trombose venosa profunda dos membros inferiores em pacientes submetidos a operacao para tratamento da obesidade morbida na vigencia de profilaxia com Enoxaparina 40 mg por quinze dias. A hipotese e que a incidencia de trombose venosa profunda, com uso de profilaxia farmacologica, seja de 6 por cento. Tipo de estudo. Estudo de incidencia. Local. Hospital geral privado de cuidados terciario (Hospital Sao Rafael, Salvador, BA). Amostra. Pacientes com indice de massa corporea maior ou igual a 35 kg/m2 submetidos a operacao para tratamento da obesidade morbida com septacao gastrica e derivacao em y de Roux por Laparotomia ou videolaparoscopia em uso de Enoxaparina 40 mg/dia por 15 dias. Foram excluidos pacientes com trombose venosa profunda previa e alergia a heparina. Variavel. Incidencia de trombose venosa profunda dos membros inferiores em pacientes submetidos a operacao para tratamento da obesidade morbida. Os pacientes da pesquisa foram avaliados por meio de eco-Doppler colorido para a pesquisa de trombose venosa profunda dos membros inferiores, sendo realizado um exame no pre-operatorio, na segunda e quinta semanas de pos-operatorio. Metodo estatistico. Foi estimada uma amostra de 122 pacientes para responder a questao principal. Os dados foram armazenados e analisados em planilha eletronica, o erro tipo alfa foi de 5 por cento e o intervalo de confianca de 95 por cento. Resultados. De 27 de outubro de 2004 a 20 de agosto de 2005 foram incluidos 136 pacientes, tendo concluido o protocolo 126. Destes, 79 por cento (100/126) pertenciam ao sexo feminino. A idade desses pacientes variou de 19 a 65 anos com media e desvio padrao de 40 (DP 10) anos. O indice de massa corporea variou de 35 a 61 kg/m2, com media de 43 (DP 5). kg/m2 Todos os pacientes foram submetidos a operacao para restricao gastrica (septacao gastrica) e para reducao de absorcao (derivacao gastro-intestinal em Y de Roux), sendo que 55 por cento (69/126) por video¬laparoscopia, e 45 por cento (57/126) por laparotomia. Ocorreu 1 por cento (1/126) de trombose venosa profunda de membros inferiores e zero por cento de embolia pulmonar. Conclusoes. A incidencia de trombose venosa profunda dos membros inferiores foi 1 por cento. Descritores. Trombose venosa, embolia pulmonar, obesidade morbida, eco¬Doppler colorido, prevencao do tromboembolismo venoso
Palavra-chave Trombose Venosa
Obesidade Mórbida
Embolia Pulmonar
Tromboembolia
Idioma Português
Data de publicação 2006
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2006. 84 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 84 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23356

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta