O papel da melatonin na enxaqueca e comorbidades

O papel da melatonin na enxaqueca e comorbidades

Título alternativo The role of melatonin in migraine and comorbidities
Autor Rodrigues, Marcelo Masruha Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: avaliar os niveis de aMT6s em pacientes com enxaqueca cronica, episodica e controles, bem como investigar sua relacao com comorbidades da enxaqueca, incluindo a fibromialgia, fadiga cronica, disturbios do sono, depressao e ansiedade. Metodos: determinacao quantitativa de aMT6s mediante tecnica de captura de anticorpos (teste ELlSA). O diagnostico da cefaleia foi estabelecido de acordo com os criterios diagnosticos da IHS, e as amostras urinarias foram coletadas em um periodo de 12 horas (das 20 h as 8 h). A analise estatistica foi feita comparando-se o diagnostico da enxaqueca, comorbidades e controles com os niveis de melatonina, e tambem com a presenca de dor no dia da coleta. Resultados: foram encaminhados 268 sujeitos para avaliacao. Desse total, 48 foram excluidos. Os 220 sujeitos restantes estavam de acordo com os criterios de inclusao do estudo. Dentre eles, 73 (33 por cento) eram portadores de enxaqueca episodica (EE), 73 (33 por cento) de enxaqueca cronica (EC) e 74 (34 por cento) eram controles (C). Foram encontrados niveis menores de aMT6s em pacientes com enxaqueca quando comparados aos controles. Os niveis foram ainda menores nos pacientes com EC e na vigencia de crises de enxaqueca. Tambem houve forte correlacao inversa entre a concentracao de aMT6s e os niveis de depressao, ansiedade, fadiga, diagnostico de sonolencia diurna excessiva e o numero de pontos fibromialgicos. Conclusoes: os resultados obtidos apontam para uma relacao importante entre a melatonina e a fisiopatologia da enxaqueca. O achado de que pacientes com enxaqueca apresentam niveis menores de aMT6s, quando comparados a controles, corrobora estudos previos da literatura. O achado de niveis ainda menores de aMT6s em pacientes com enxaqueca cronica e na vigencia de crises e inedito. Os niveis de aMT6s tambem se correlacionaram fortemente, de maneira inversa, com niveis de depressao, ansiedade, fadiga, diagnostico de sonolencia diurna excessiva e com o numero de pontos de fibromialgia. Essas relacoes em pacientes com enxaqueca nunca haviam sido demonstradas ate entao
Palavra-chave Melatonina
Transtornos de Enxaqueca
Depressão
Distúrbios do Início e da Manutenção do Sono
Fibromialgia
Idioma Português
Data de publicação 2007
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2007. 82 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 82 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23342

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta