O ombro em uma linha de producao

O ombro em uma linha de producao

Título alternativo The shoulder in assembly workers: clinical and ultrasonographic study
Autor Maeda, Ernesto Youiti Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Avaliar as relacoes entre: dor e semiologia; dor e ultra-sonografia; semiologia e ultra-sonografia; alem de verificar a prevalencia de alteracoes ultra¬sonograficas em ombros assintomaticos. Metodos: Estudo de corte transversal no qual o responsavel pelo estudo realizou a avaliacao clinica em 93 trabalhadores ativos de uma linha de producao de uma industria farmaceutica. Foram 11 homens e 82 mulheres, destes, 4 homens e 38 mulheres com queixa de dor. A idade media foi de 36,4 anos. A avaliacao constou de anamnese geral e especifica para enfermidades de ombro, anamnese ocupacional e a aplicacao de testes semiologicos. Foram coletados dados demograficos, de qualidade de vida e sobre a Saúde em geral. As manobras realizadas foram as de Neer, Hawkins, Jobe, Apley, Yocum, Speed (ou palm up), Yergason, teste de Lippman, teste do aperto do botao subacromial, Dawbarn, Patte, lift¬ off Test (Teste de Gerber), External Rotation Lag Sign (ERLS), Drop sign e Internal Rotation Lag Sign (IRLS). Concomitantemente, um ultra-sonografista experiente, cego em relacao ao exame clinico, realizou exames ultra-sonograficos com transdutor de alta resolucao (7,5 MHz) em todos os 186 ombros. A tecnica utilizada seguiu a estabeleci da na literatura. Os achados foram submetidos a avaliacao estatistica. Resultados: 42 trabalhadores tinham queixa de dor no ombro e 51 foram assintomaticos, sendo 57 ombros sintomaticos e 129 assintomaticos. Houve associacao entre dor e semiologia em 9 dos 15 testes aplicados. Tambem houve associacao entre dor e ultra-sonografia alterada para o tendao supra-espinal e para o tendao da cabeca longa do biceps. Na comparacao entre ultra-sonografia e semiologia somente 4 testes para o tendao supra-espinal demonstraram diferenca significativa. Entre as 24 ultra-sonografias alteradas, encontramos 10 (41,7 por cento) em ombros assintomaticos, que representou 7,8 por cento do total de 129 ombros assintomaticos. Conclusoes: Houve diferenca estatistica significativa: entre ombros com e sem dor e semilologia alterada para as manobras de Neer, Hawkins, Jobe, Apley, Yocum, palm up, Lippman, palpacao acromio-clavicular, aperto do botao subacromial e external rotation lag sign; entre ombros com e sem dor e com alteracoes ultra-sonograficas em geral, sem considerar um diagnostico especifico; e entre ombros com manobras semiologicas alteradas e ombros com e sem ultra-sonografia alterada para as manobras de Neer, Hawkins, Jobe e Yocum
Palavra-chave Ultrassonografia
Ombro/lesões
Transtornos Traumáticos Cumulativos
Idioma Português
Data de publicação 2007
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2007. 71 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 71 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23332

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta