Avaliação do efeito da hipóxia intermitente na expressão e atividade da Neprilisina (EC 3.4.24.11), uma protease envolvida na Doença de Alzheimer

Avaliação do efeito da hipóxia intermitente na expressão e atividade da Neprilisina (EC 3.4.24.11), uma protease envolvida na Doença de Alzheimer

Título alternativo Evaluation of the effect of intermittent hypoxia on the expression and activity of neprilysin (EC 3.4.24.11), a protease involved on Alzheimers disease
Autor Oliveira, Renato Watanabe de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Chagas, Jair Ribeiro Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia – São Paulo
Resumo A hipoxia e caracterizada pela reducao de oxigenio no sangue e esta relacionada a diversas patologias, entre elas a Sindrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS). Suas consequencias ainda nao estao completamente esclarecidas, mas evidencias da literatura demonstram que a hipoxia induz alteracoes bioquimicas com reflexos em aspectos comportamentais e importantes consequencias em diversos sistemas, como o sistema nervoso central, respiratorio e cardiovascular. A hipoxia e a idade apresentam uma intima correlacao com o desenvolvimento da Doenca de Alzheimer. A neprilisina (EC 3.4.24.11) e uma metaloprotease presente em diversos tecidos como rins, intestino, pulmao, cerebro, entre outros. Ja esta demonstrado que uma das principais atividades da enzima no cerebro e a degradacao do peptideo β amiloide, um dos principais responsaveis pelo surgimento e agravamento da Doenca de Alzheimer. Assim, nosso objetivo foi avaliar os efeitos da hipoxia intermitente, um modelo de SAOS, na expressao e atividade da neprilisina e na memoria e aprendizado dos animais. Metodos: Ratos machos wistar foram separados em 3 grupos: Controle, Hipoxia e Rebote. Os grupos hipoxia intermitente e rebote foram submetidos ao protocolo de hipoxia intermitente (HI-ciclos de 3 min de 21% a 5% de O2) das 8 as 16h, por seis semanas. Apos a HI, o grupo rebote foi mantido por 2 semanas em condicoes de normoxia. Realizou-se os ensaios do Labirinto aquatico de Morris (LAM), de RT-PCR, Western blot e de atividade enzimatica para neprilisina e para proteina precursora amiloide (APP) nas regioes cerebrais do hipocampo, cortex frontal e temporal. Resultados: A HI nao promoveu alteracoes na memoria e aprendizado dos animais, avaliados por LAM. Os ensaios de RT-PCR, Western blot e atividade enzimatica demonstraram um aumento da enzima seletivamente na regiao do cortex temporal. A expressao proteica da proteina precursora amiloide se manteve inalterada. Conclusoes: Apesar da HI nao afetar o desempenho dos animais no LAM, houve o aumento da expressao e atividade da enzima seletivamente no cortex temporal, uma area relacionada a cognicao, podendo levar a alteracoes ainda nao esclarecidas
Palavra-chave Humanos
Apneia do Sono Tipo Obstrutiva
Anóxia
Doença de Alzheimer
Neprilisina
Cognição
Humanos
Idioma Português
Financiador Associação Fundo de Incentivo à Psicofarmacologia (AFIP)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 2014
Publicado em OLIVEIRA, Renato Watanabe de. Avaliação do efeito da hipóxia intermitente na expressão e atividade da Neprilisina (EC 3.4.24.11), uma protease envolvida na Doença de Alzheimer. 2014.141 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2014.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 141 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23282

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-14517.pdf
Tamanho: 3.227MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta