Fatores de risco associados ao câncer de pele não melanoma em receptores de transplante renal

Fatores de risco associados ao câncer de pele não melanoma em receptores de transplante renal

Título alternativo Risk factors associated with nonmelanoma skin cancer in renal transplant recipients: a case control study at the Dermatology Clinic of the Federal University of São Paulo from August 2004 to August 2009
Autor Ferreira, Flavia Regina Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Tomimori, Jane Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina Translacional – São Paulo
Resumo Introdução: O cancer de pele nao melanoma e a forma mais comum de cancer em humanos e constitui a afeccao maligna que mais cresce entre os receptores de transplante renal. Objetivos: Caracterizar a populacao de receptores de transplante renal com cancer de pele nao melanoma; identificar os fatores de risco e calcular a chance para o desenvolvimento deste tipo de tumor nesta populacao. Metodos: Dois grupos foram constituidos: com cancer de pele nao melanoma (grupo caso) e nao (grupo controle). Variaveis demograficas, relacionadas ao habito, ao tumor e ao transplante foram estudadas. A medida de efeito utilizada foi o Odds Ratio, e para o controle dos fatores de confusao utilizou-se a regressao logistica, com modelo hierarquizado em tres niveis e foi construido um modelo matematico. O ajuste do modelo foi estimado pelo Teste de Hosmer-Lemeshow e a acuracia, pela curva ROC. Resultados: Foram incluidos no estudo 64 casos e 181 controles. A analise univariada identificou associacoes para: genero masculino, idade acima de 50 anos, fototipo ate III de Fitzpatrick, exposicao solar ocupacional, numero de horas (dia) de exposicao ocupacional, exposicao solar recreacional, horario de exposicao recreacional, numero de horas (dia) de exposicao recreacional, uso de protetor solar, tempo de uso do protetor solar, historico familiar, tempo de transplante, tipo de doador, tempo de dialise pre-transplante e a presenca de verruga viral postransplante. A analise multivariada identificou como fatores de risco, com respectivos Odds Ratio e intervalos de confianca (IC 95%): genero masculino 2,5 (1,3-4,7), idade acima de 50 anos 5,4 (2,3-12,9), fototipo ate III de Fitzpatrick 3,7 (1,6-8,7), exposicao solar ocupacional 4,1 (2,1-8,1), horario de exposicao solar recreacional dia todo 3,0 (1,4-6,1), e tempo de transplante de 80 meses ou mais 3,3 (1,6-6,5). O Teste de Hosmer-Lemeshow mostrou um bom ajuste (p=0,60) e a curva ROC mostrou uma acuracia de 84,8% (p<0,01). A chance para o desenvolvimento de um cancer de pele nao melanoma variou de menos de 1% a 92,5%. Conclusoes: Este estudo permitiu: caracterizar a populacao de receptores de transplante renal com cancer de pele nao melanoma; identificar os fatores de risco e calcular a chance para o desenvolvimento deste tipo de tumor nesta populacao
Palavra-chave Humanos
Neoplasias Cutâneas
Carcinoma Basocelular
Carcinoma de Células Escamosas
Transplante de Rim
Fatores de Risco
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2014
Publicado em FERREIRA, Flávia Regina. Fatores de risco associados ao câncer de pele não melanoma em receptores de transplante renal: estudo caso-controle no Ambulatório de Dermatologia da Universidade Federal de São Paulo no período de agosto de 2004 a agosto de 2009. 2014. 92 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2014.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 92 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23255

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-14415.pdf
Tamanho: 759.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta