Avaliação dos efeitos da eritropoetina na progressão da doença renal crônica experimental

Avaliação dos efeitos da eritropoetina na progressão da doença renal crônica experimental

Título alternativo Assessment of erythropoietin effects on the progression of experimental chronic kidney disease
Autor Carvalho, Fernando Felippe Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Schor, Nestor Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (Nefrologia) – São Paulo
Resumo Atualmente, a doenca renal cronica (DRC) atinge pessoas de todas as idades, caracterizando um importante problema de Saúde. Independente da lesao inicial, a DRC cronica caracteriza-se como um processo continuo de fibrose e embora a renoprotecao tenha evoluido nas ultimas decadas e necessario intensificar a busca de novas modalidades terapeuticas capazes de atenuar os multiplos e independentes mecanismos das vias fisiopatologicas da DRC. A eritropoetina e um fator de crescimento cuja principal funcao e estimular a producao de celulas sanguineas para o transporte de oxigenio aos tecidos, entretanto e crescente o numero de estudos in vivo e in vitro que evidenciam a protecao tecidual da EPO, independentemente da sua acao eritrogenica. O objetivo deste estudo e verificar o potencial efeito terapeutico da EPO quando utilizada em seguida a lesao e se o uso precoce de baixa dose de EPO influencia a progressao da doenca renal cronica experimental. O metodo utilizado foi: 18 ratos Wistar foram submetidos a nefrectomia 5/6 e foram divididos em tres grupos: SHAN, NX e NX-EPO. Todos os animais foram sacrificados 8 semanas apos a cirurgia e realizado avaliacoes quanto hematocrito, creatinina serica, proteinuria, diurese, pressao arterial, lesao glomerular, tubular e vascular. Analise imunohistoquimica foi realizada para avaliacao da expressao de desmina e PCNA no parenquima renal. Demostramos que o uso da EPO foi capaz de atenuar os valores de creatinina, diurese e proteinuria em comparacao com o grupo NX, assim como menor lesao glomerular, tubular e vascular, concomitante com a menor expressao de desmina e PCNA no grupo NX. Concluimos que o uso precoce e em baixa dose de EPO atenuam a progressao da doenca renal em modelo de nefrectomia de 5/6
Palavra-chave Animais
Insuficiência Renal Crônica
Eritropoetina
Proteinúria
Hipertensão
Ratos Wistar
Animais
Idioma Português
Financiador Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 2014
Publicado em CARVALHO, Fernando Felippe. Avaliação dos efeitos da eritropoetina na progressão da doença renal crônica experimental. 2014. 97 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2014.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 97 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23252

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-14412.pdf
Tamanho: 1.410MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta