Padronizacao do estudo funcional em celulas dendriticas mieloides criopreservadas provenientes do sangue periferico

Padronizacao do estudo funcional em celulas dendriticas mieloides criopreservadas provenientes do sangue periferico

Título alternativo Standardization of the functional study in myeloid dendritic cells from cryopreserved peripheral blood
Autor Bruno, Fernanda Romano Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo As celulas dendriticas mieloides (mDC), sao elementos da imunidade inata, as quais possuem grande capacidade de apresentacao de antigenos aos linfocitos T e outras populacoes celulares, assim, potencial estimulatorio da resposta imunologica adquirida. Muito da acao das celulas dendriticas (DC) e mediada por reconhecimento de patogenos via Receptores Toll-like (TLR). Diversos estudos tem avaliado esta populacao celular no sangue periferico, porem a partir de amostras frescas ou expansao celular proveniente de monocitos. Objetivos: Este estudo visou padronizar uma metodologia de verificacao funcional de celulas dendriticas mieloides provenientes de celulas mononucleares de sangue periferico (CMSP) criopreservadas, apos estimulacao com diferentes ligantes de TLR, como Pam3CSK4 (TLR2/1), Poly (I:C) (TLR3), LPS (TLR4) e Resiquimod (TLR7/8). Foram avaliadas as diferentes magnitudes da resposta desta populacao celular a producao de Interleucina 6 (IL-6) e Fator de Necrose Tumoral - alpha (TNF-α) em individuos saudaveis. Metodos: Aplicando a tecnica de Citometria de Fluxo, foram utilizados anticorpos monoclonais especificos conjugados a fluorocromos para determinar a populacao de celulas dendriticas (DC) totais, para posterior determinacao da subpopulacao de mDC, a qual foi avaliada funcionalmente atraves da marcacao das citocinas intracelulares de interesse. Foi padronizada a identificacao de producao de TNF-α na populacao de mDC apos estimulacao com diferentes concentracoes dos ligantes de Receptores Toll-Like (TLR). Posteriormente, foram utilizadas as concentracoes dos ligantes de TLR definidas com o pico de producao da citocina estudada, para determinar uma curva de tempo versus resposta, avaliada em 2, 3, 5 e 16 horas de estimulacao com estes ligantes de TLR e, dependendo do declinio da curva de producao de IL-6 e TNF-α, este periodo foi prolongado para 24 ou 48 horas. Resultados: Apos as padronizacoes das melhores concentracoes e tempos de estimulacao dos diferentes ligantes de TLR estudados, foram realizadas analises em oito voluntarios saudaveis para determinar a magnitude da resposta de producao dessas citocinas de interesse apos estimulacao com os ligantes de TLR. Foi realizada a comparacao entre os quatro diferentes ligantes. As culturas celulares estimuladas com Resiquimod apresentaram maior producao de ambas citocinas estudadas, em comparacao com as estimuladas com o Poly (I:C) sendo estatisticamente significantes (p=0,0112 e p=0,0137 para IL-6 e TNF-α, respectivamente). O mesmo fenomeno nao foi verificado em nenhuma outra comparacao realizada entre os ligantes de TLR. Conclusoes: Dentre todos os diferentes ligantes de TLR utilizados neste estudo o Resiquimod proporcionou maior magnitude de resposta de IL-6 e TNF-α quando avaliada a populacao de mDC. Com estas padronizacoes, foi desenvolvida uma metodologia possivel de ser utilizada em qualquer outro estudo, seja de condicoes fisiologicas ou patologicas, onde as celulas dendriticas mieloides estejam envolvidas na geracao da resposta imunologica
Palavra-chave Imunidade Inata
Células Dendríticas
Citometria de Fluxo
Receptores Toll-Like
Idioma Português
Data de publicação 2009
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2009. 93 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 93 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23251

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta