Estudo do sistema nociceptivo de camundongos submetidos à redução do tempo de sono durante o período neonatal

Estudo do sistema nociceptivo de camundongos submetidos à redução do tempo de sono durante o período neonatal

Título alternativo Study of the nociceptive system of mice submitted to neonatal sleep loss
Autor Araujo, Paula Cristina Alves Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Andersen, Monica Levy Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia – São Paulo
Resumo A atividade neural presente durante o sono e um evento fisiologico capaz de promover estimulos endogenos para os sistemas sensoriais que dependem de atividade neural para o desenvolvimento, como o sistema nociceptivo. A reducao do tempo de sono em uma fase critica para a maturacao deste sistema pode resultar em consequencias negativas no desenvolvimento da nocicepcao. Diante disso, o objetivo do presente estudo foi investigar os efeitos da reducao do tempo de sono durante o periodo neonatal no sistema nociceptivo. Ainda, foi avaliado se a reducao do tempo de sono poderia alterar a atividade neural da via nociceptiva. Para isto, na primeira etapa do estudo camundongos com 12 dias de vida (P12) foram distribuidos em tres grupos: controle (CTRL), privacao de sono (PS) e separacao materna (SM). Foi realizada apenas uma unica sessao de PS e SM com duracao de seis horas. Os animais foram avaliados quanto a resposta nociceptiva e comportamento tipo ansioso com 35 e 90 dias de vida. Na segunda etapa, camundongos no P12 foram distribuidos aleatoriamente nos grupos: CTRL, restricao de sono (RS) e SM. A RS e SM foram realizadas durante dez dias (P12 ao P21) duas horas por dia. Os animais foram avaliados quanto a resposta comportamental nociceptiva logo apos a manipulacao (P21), na adolescencia (P35) e vida adulta (P90). Nesta etapa tambem avaliamos se as alteracoes na nocicepcao estariam relacionadas com mudancas na atividade neural da via nociceptiva. Os resultados demonstraram que a tanto a PS quanto a RS foram capazes de aumentar a sensibilidade nociceptiva nos animais adolescentes. Entretanto, esta mudanca na resposta nociceptiva induzida pela perda de sono cronica nao foi acompanhada por alteracoes na expressao da proteina c-Fos, um marcador de atividade neural, no cortex cingulado anterior e cortex somatosensorial. O comportamento pronociceptivo presente na adolescencia nao persistiu ate a vida adulta. Em conjunto, os achados deste estudo indicam que a reducao do tempo de sono em um periodo critico para a maturacao da resposta nociceptiva induz aumento da sensibilidade em camundongos adolescentes, refletindo um possivel papel do sono no desenvolvimento do sistema nociceptivo
Palavra-chave Animais
Dor
Nociceptividade
Privação do Sono
Camundongos
Camundongos/crescimento & desenvolvimento
Animais
Idioma Português
Financiador Associação Fundo de Incentivo à Psicofarmacologia (AFIP)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2014
Publicado em ARAUJO, Paula Cristina Alves. Estudo do sistema nociceptivo de camundongos submetidos à redução do tempo de sono durante o período neonatal. 2014. 142 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2014.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 142 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23222

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-14381.pdf
Tamanho: 1.821MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta