Estudo de Confiabilidade e Validade da Recovery Assessment Scale (RAS-BR) no Brasil u avaliacao da capacidade de superacao de portadores de esquizofrenia

Estudo de Confiabilidade e Validade da Recovery Assessment Scale (RAS-BR) no Brasil u avaliacao da capacidade de superacao de portadores de esquizofrenia

Título alternativo Reliability and Validity Study of Recovery Assessment Scale (RAS- BR) in Brazil - evaluation of overcoming suffering ability from schizophrenia patients
Autor Tiago Ribeiro da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Contexto. O conceito recovery, e um processo complexo, individual, de autosuperacao, no qual o portador desenvolve uma perspectiva de vida mais esperancosa e realista, desempenhando uma postura mais ativa em seu tratamento e em sua vida. Atualmente no Brasil, nao existe nenhum instrumento de recovery traduzido e validado para o portugues. Dentre os instrumentos de recovery, destaca-se a Recovery Assessment Scale (RAS), auto-aplicavel. Objetivos. Este trabalho apresenta os resultados da validacao e confiabilidade da versao brasileira da RAS- Recovery Assessment Scale. Metodo. Para a validacao foi realizada a Analise Fatorial Exploratoria (AFE) e a Correlacao de Pearson e confiabilidade teste-reteste. Resultados. A aplicacao do instrumento foi realizada em 104 pacientes do Proesq- ambulatorio de esquizofrenia da UNIFESP. A analise fatorial exploratoria (AFE) apresentou KMO de 0,812 e o teste de Esfericidade de BartlettÆs, foi significativo (x = 654,129, df = 231, p < 0.000). O Alfa de Crombach apresentou consistencia interna de 0,937 para versao completa e 0,878 para a versao reduzida. O teste-reteste (r = 0,70) foi considerado satisfatorio e significativo p< 0,001. Conclusao. A partir dos resultados, considera-se a versao brasileira da RAS um instrumento valido e confiavel para aferir o processo de superacao dos portadores de esquizofrenia
Palavra-chave Esquizofrenia
Estudos de Validação
Psicometria
Poder (Psicologia)
Qualidade de Vida
Questionários
Recuperação de Função Fisiológica
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 95 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 95 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23215

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta