Concepções sobre educação em sexualidade de profissionais da Rede Municipal de Educação em São Paulo.

Concepções sobre educação em sexualidade de profissionais da Rede Municipal de Educação em São Paulo.

Autor Gava, Thais Cristina Montaldi Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Villela, Wilza Vieira Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Saúde coletiva – São Paulo
Resumo Esta dissertacao apresenta uma pesquisa exploratoria, de carater qualitativo, sobre as concepcoes de profissionais da educacao acerca da educacao em sexualidade. Foram realizadas 15 entrevistas semiestruturadas com profissionais de sete escolas municipais da cidade de São Paulo. Nas entrevistas os profissionais compartilharam suas opinioes e vivencias sobre as situacoes ocorridas nas escolas. Narraram tambem as estrategias utilizadas para abordar os temas relacionados a sexualidade em sala de aula. Apresentaram suas consideracoes a respeito do que e pertinente ser trabalhado no ambiente escolar no que se refere a sexualidade. A referencia utilizada no trabalho foi Educacao em Sexualidade, este conceito amplia as discussoes sobre a sexualidade para alem do ambito reprodutivo, englobando as questoes sociais, culturais e economicas. Ele e construido a partir do ideario de direitos humanos e engloba o direito a informacao e a construcao de uma sexualidade que corresponda ao que cada sujeito escolhe como projeto de vida. Neste sentido, a Educacao em Sexualidade pressupoe a participacao dos profissionais da educacao como mediadores dos processos vividos por estudantes, assim como o subsidio de informacoes e reflexoes capazes de ampliar os repertorios dessas pessoas a ponto de viverem sua sexualidade de maneira integral. Este conceito tambem propoe uma ruptura com as formas hierarquizadas do processo de ensino aprendizagem, colocando alunos e alunas como produtores de sentido para suas vidas. Dai a escolha do outro marco teorico para esta pesquisa ser a ideia de criancas, adolescentes e jovens como sujeitos de direitos, em especial, dos direitos relacionados a sexualidade. A analise das entrevistas apontou a coexistencia de diferentes concepcoes sobre o trabalho com o tema da sexualidade na escola e a incapacidade de separacao dos valores pessoais dos propostos pelas politicas educacionais vigentes. Apesar de distintas, essas concepcoes apresentadas apontaram para um ideal de normalidade, que cada profissional, a seu modo, busca realizar na relacao com os alunos. Este ideal pode explicar a dificuldade em reconhecer as diferentes manifestacoes sexuais de criancas, adolescentes e jovens. Desta forma, a proposta de trabalho com o tema da sexualidade e unidirecional, pautada na ideia do adulto como detentor do saber e, de criancas e adolescentes, como depositarios deste saber. A partir desta atitude, alunos e alunas sao tomados como objeto do saber e do poder dos professores e da instituicao escolar, nao sendo reconhecidas suas liberdades e privacidades prerrogativas da sexualidade humana. E possivel dizer que nao ha o entendimento de criancas e jovens como sujeitos de direito, com possibilidades reais de participacao na construcao, mais concretamente, das normas de convivencia no ambiente escolar. Finalmente este trabalho apresenta a importancia da construcao de uma escola que contemple uma proposta de educacao em sexualidade que proponha acoes que garantam aos estudantes o acesso a informacao, mas, ao mesmo tempo, crie espacos para a reflexao sobre as distintas dimensoes da sexualidade humana
Assunto Sexualidade
Direitos Sexuais e Reprodutivos
Educação Sexual
Pesquisa Qualitativa
Adolescente
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 101 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 101 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23213

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)