Trypanosoma dionisii: caracterização morfológica tridimensional e estudo do padrão de glicolipídeos definidos por anticorpos monoclonais dirigidos a resíduos β-D-Galactofuranose

Mostrar registro simples

dc.contributor.advisor Haapalainen, Edna Freymuller [UNIFESP]
dc.contributor.author Oliveira, Miriam Pires de Castro [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:46:41Z
dc.date.available 2015-12-06T23:46:41Z
dc.date.issued 2013
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 2013. 115 p.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23210
dc.description.abstract O Trypanosoma dionisii e um tripanosomatideo de morcegos filogeneticamente muito proximo ao Trypanosoma cruzi, agente etiologico da Doenca de Chagas. Segundo a Organizacao Pan-americana de Saúde (OPAS), atualmente 7,7 milhoes de pessoas estao infectadas com T. cruzi em 21 paises endemicos desde o sul e sudoeste dos Estados Unidos, ate a regiao central da Argentina e do Chile (Sanchez-Sancho et al., 2009). Assim como T. cruzi, durante seu complexo ciclo de vida, o T. dionisii passa por diferentes formas evolutivas alternando entre hospedeiro vertebrado e invertebrado. Estas formas sao: epimastigotas e tripomastigotas metaciclicas no hospedeiro invertebrado e tripomastigotas sanguineas e amastigotas no hospedeiro vertebrado. Os primeiros estudos morfologicos do T. cruzi foram realizados por Carlos Chagas em 1909 utilizando preparacoes coradas pelo Giemsa, onde estruturas como nucleo, cinetoplasto e flagelo, sao facilmente reconhecidas. As primeiras imagens do T. cruzi utilizando microscopia eletronica foram publicadas em 1954 por Meyer & Porter. Desde entao, varias organelas e estruturas foram caracterizadas ao longo dos anos como: cinetoplasto, membrana plasmatica, reservosomo, entre outras. Em nosso laboratorio, estudos morfologicos foram recentemente realizados para esclarecer a localizacao das organelas ao longo do ciclo de vida do T. cruzi (Ramos et al., 2011). No presente trabalho pretendemos analisar e detalhar a ultraestrutura das diferentes formas do ciclo de vida do T. dionisii, bem como estudar algumas moleculas de superficie e/ou presentes em organelas, com o intuito de identificar diferencas entre o agente etiologico da Doenca de Chagas (T. cruzi) e T. dionisii que nao causa doenca no homem. Alem do estudo da ultraestrutura 3D do parasita, analisamos a reatividade de dois anticorpos monoclonais direcionados a glicolipideos que contem residuos de galactofuranose (Galf) em sua estrutura: MEST-1, produzido contra extrato de glicolipideos de Paracoccidioides brasiliensis, mas que apresenta reacao cruzada com T. cruzi e L. major e BST-1, produzido contra extrato glicolipidico de formas epimastigotas de T. cruzi. Como residuos de galactofuranose e galactofuranosidases nao sao expressos em mamiferos e, em contrapartida, sao importantes na sobrevivencia de fungos e parasitas, tem sido apontados como alvos para terapias de doencas transmitidas por estes organismos. O T. dionisii foi nosso alvo de estudo por ser uma especie pouco descrita na literatura, e pelo fato de em estudos anteriores (Oliveira et al., 2009), verificarmos que compartilha alguns eventos do ciclo de vida e do processo de invasao com T. cruzi, alem de apresentar comportamento e caracteristicas unicas que acreditamos precisarem ser exploradas pt
dc.format.extent 115 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Trypanosoma pt
dc.subject Anticorpos monoclonais pt
dc.subject Glicolipídeos pt
dc.title Trypanosoma dionisii: caracterização morfológica tridimensional e estudo do padrão de glicolipídeos definidos por anticorpos monoclonais dirigidos a resíduos β-D-Galactofuranose pt
dc.title.alternative Trypanosoma dionisii: Tridimensional morphologycal characterization and glycolipid pattern study defined by monoclonal antibodies raised against β-D-Galactofuranose residues en
dc.type Tese de doutorado
dc.identifier.file epm-40822120218160.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt



Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples