Estratégias na prevenção de pneumonia associada à traqueostomia em Unidade de Semi Intensiva

Estratégias na prevenção de pneumonia associada à traqueostomia em Unidade de Semi Intensiva

Título alternativo Successful prevention of tracheostomy associated pneumonia in step-down units
Autor Eid, Raquel Afonso Caserta Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Marra, Alexandre Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Infectologia – São Paulo
Resumo Introdução: Os cuidados na prevencao de infeccoes nas unidades de terapia intensiva estao bem descritos e definidos, porem, a vigilancia dos pacientes internados em unidades de semi intensiva que necessitam de cuidados intermediarios e que dispoem de ventilacao mecanica via traqueostomia por equipamentos com 2 niveis de pressao, precisam ser compreendidos. Objetivo: Avaliar o efeito das intervencoes implementadas em uma unidade de semi intensiva em dois diferentes periodos, na reducao de pneumonia associada a traqueostomia. Metodos: Estudo de coorte historica (ou a quasi experimental study) conduzido em uma unidade de terapia semi intensiva. Foram implementadas varias intervencoes para otimizar a prevencao de pneumonia associada a traqueostomia e avaliadas em duas fases. De janeiro de a outubro de 2007 (fase 1), algumas praticas recomendadas pelo Centers for Disease Control and Prevention (CDC) foram implementadas e realizada a vigilancia pela equipe do Servico de Controle em Infeccao Hospitalar (SCIH) quanto aos casos de pneumonia associado a traqueostomia. De outubro de 2007 a agosto de 2008 (fase 2) mantivemos as mesmas praticas recomendadas pelo CDC, o acompanhamento pela mesma equipe do SCIH, porem iniciamos a auditoria destes processos de materiais, com intervencao a beira leito concomitantemente. Resultados: A densidade de incidencia de pneumonia associada a traqueostomia na semi intensiva por 1000 traqueostomias/dia foi de 6,0 na fase 1 e de 0,7 na fase 2. Ocorreu uma reducao de comparando a fase 1 com a fase 2. Conclusao: Estes resultados sugerem que a reducao na frequencia de pneumonia associada a traqueostomia e um processo continuo que envolve a mensuracao e a intervencao do desempenho multiprofissiona
Palavra-chave Humanos
Traqueostomia
Pneumonia/prevenção & controle
Unidades de Terapia Intensiva
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2014
Publicado em EID, Raquel Afonso Caserta. Estratégias na prevenção de pneumonia associada à traqueostomia em Unidade de Semi Intensiva. 2014. 72 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2014.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 72 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23196

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-14447.pdf
Tamanho: 2.206MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta