Efeitos do ranelato de estrôncio associado à vibração mecânica de baixa intensidade e baixa frequência no tecido ósseo de ratas osteopênicas.

Efeitos do ranelato de estrôncio associado à vibração mecânica de baixa intensidade e baixa frequência no tecido ósseo de ratas osteopênicas.

Título alternativo Effects of strontium ranelate associated with mechanical vibration of low intensity and high frequency in the bone tissue of osteopenic rats
Autor Freitas-Jesus, Mariana Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Reginato, Rejane Daniele Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Biologia Estrutural e Funcional – São Paulo
Resumo Introdução: O tecido osseo e constituido por celulas e uma matriz extracelular calcificada. O desequilibrio entre a taxa de formacao e a reabsorcao ossea pode ocasionar a osteoporose. O ranelato de estroncio (SrR) e indicado para o tratamento da osteoporose severa, porem nao se sabe se sua acao no tecido osseo pode ser potencializada quando associado a vibracao mecanica. Objetivo:Caracterizar as alteracoes do tecido osseo de ratas osteopenicas submetidas ao tratamento com ranelato de estroncio associado a estimulos mecanicos sobre a vibracao mecanica de baixa intensidade e frequencia. Metodos: Quarenta ratas Wistar adultas foram ooforectomizadas e apos tres meses divididas em 4 grupos: Grupo I (controle) - gavadas com solucao veiculo; Grupo II (SrR) - gavadas 625 mg/kg/dia de SrR - Grupo III (VBM) - submetidas a vibracao mecanica por 20 min. a 60 Hz com intensidade de 0.6g/5 dias por semana u Grupo IV (SrR+VBM) - gavadas com 625 mg/kg/dia de SrR + vibracao mecanica por 20 min. a 60 Hz com intensidade de 0.6g/5 dias por semana. Os animais foram pesados semanalmente e submetidos a densitometria ossea no inicio e apos 90 dias de tratamento. Apos a eutanasia os femures foram processados para analises histomorfometricas, histoquimica (Picro-Sirius red) e bioquimicas. Alguns cortes foram submetidos ao metodo de TRAP para quantificacao de osteoclastos. As tibias e as vertebras foram destinadas as analises biofisicas e biomecanicas. Todos os resultados foram avaliados estatisticamente com o teste de variancia (ANOVA), seguido pelo teste de Comparacoes Multiplas de Tukey. Resultados: O grupo SrR foi o unico a obter ganho em todos os parametros nalisados pela densitometria ossea (DMO, CMO e Area), tanto na regiao de corpo total quanto na regiao do femur-tibia. Tambem apresentou a maior DMO ao final do tratamento. O grupo SrR+VBM mostrou maior espessura e comprimento das tibias, enquanto SrR apresentou somente maior espessura nos femures. O maior volume osseo, capacidade em suportar cargas, rigidez e tenacidade foram observados no grupo SrR nas tibias e vertebras. O grupo VBM apresentou maior percentual de material organico e volume osseo nas tibias, e nas vertebras SrR e SrR+VBM revelaram maior densidade mineral e percentual de material organico. As analises histomorfometricas revelaram que os grupos SrR e SrR+VBM apresentaram maior volume osseo trabecular no femur do que o grupo VBM, e somente o SrR foi superior ao Controle. A espessura do osso cortical foi maior tanto no grupo SrR quanto no SrR+VBM. Em relacao ao colaneno a maior birrefringencia avermelhada (colageno maduro) foi observada no grupo SrR+VBM, e a maior birrefringencia esverdeada (colageno imaturo) no VBM. Observou-se uma diminuicao nos niveis de condroitim sulfato em todos os grupos tratados quando comparados ao controle. A quantidade de acido hialuronico foi superior no grupo VBM. Conclusao: O tratamento com ranelato de estroncio associado a vibracao mecanica, bem como o ranelato administrado de forma isolada exerceram efeito positivo nos constituintes do tecido osseo acelerando o processo de remodelacao e promovendo o reestabelecimento da microarquitetura ossea em ratas osteopenicas
Palavra-chave Animais
Osso e Ossos
Estrôncio/uso terapêutico
Osteoporose
Animais
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data de publicação 2014
Publicado em FREITAS-JESUS, Mariana. Efeitos do ranelato de estrôncio associado à vibração mecânica de baixa intensidade e baixa frequência no tecido ósseo de ratas osteopênicas. 2014. 145 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2014.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 145 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23165

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-14437.pdf
Tamanho: 2.373MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta