Avaliacao da frequencia relativa de celulas Th17 e celulas T CD4+ polifuniconais em pacientes com lupus eritematoso sistemico

Avaliacao da frequencia relativa de celulas Th17 e celulas T CD4+ polifuniconais em pacientes com lupus eritematoso sistemico

Título alternativo Assessment of the relative frequency of Th17 cells and CD4+ polyfunctional T cells in patients with systemic lupus erythematosus
Autor Araujo, Julio Antonio Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Diversos estudos relatam o envolvimento de celulas T e suas citocinas na patogenese do LES em humanos, porem, apenas recentemente, dados sugerindo a participacao da IL-17 no lupus estiveram disponiveis. Celulas Th17 provavelmente influenciam o LES por meio da regulacao da atividade de outros subtipos celulares. Por outro lado, alguns estudos argumentam contra o papel da IL-17 no lupus em humanos. De maneira geral, existe uma controversia entre os estudos que evidenciam o envolvimento da IL-17 em pacientes com LES. Neste contexto nosso estudo propoe-se a avaliar em pacientes lupicos com doenca ativa e em pacientes com doenca inativa a capacidade funcional de celulas T CD4+, com enfase para as celulas Th17 e celulas polifuncionais produtoras de INF-+ IL-2+ IL-17+mediante distintos estimulos antigenicos in vitro. Observamos diminuicao da frequencia relativa de celulas T CD4+ em pacientes com LES ativo. Encontramos aumento da frequencia relativa de celulas T CD4+CD69+ em pacientes com LES ativo. Observamos tambem aumento da frequencia relativa de celulas T CD4+ que produzem citocinas em pacientes com LES ativo e inativo apos estimulos antigenicos e aumento da frequencia relativa de celulas T CD4+ que produzem IL-17 em pacientes com LES ativo e LES inativo. Nao encontramos alteracao nas proporcoes de celulas bifuncionais e trifuncionais. Destacamos que celulas T CD4+ polinficionais para IL-2 e INF-produzem mais INF-do que as celulas que produzem somente INF-, porem sem diferenca significante entre os grupos. Nao houve correlacao entre a frequencia de celulas Th17 e TREG. Nao houve correlacao, tambem, entre a frequencia de celulas Th17 e SLEDAI. Houve correlacao entre a frequencia de celulas Th17 e celulas CD69+ em pacientes com LES inativo. Observamos correlacao entre a frequencia de celulas Th17 e celulas CD4+CD25highFoxp3- apenas em pacientes com LES ativo. Estes dados fornecem pistas para o melhor entendimento da fisiopatologia do LES e para o desenvolvimento de alternativas terapeuticas para esta enfermidade, principalmente em relacao ao uso de bloqueadores da IL-17, que poderia contribuir para o restabelecimento do equilibrio da resposta imune efetora, evitando ou minimizando assim os danos causados pela resposta auto-imune
Palavra-chave Células Th17
Linfócitos T CD4-Positivos
Lúpus Eritematoso Sistêmico
Autoimunidade
Idioma Português
Data de publicação 2009
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2009. 101 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 101 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23153

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta