Papel das celulas NKT no modelo experimental de nefrite tubulo-intersticial induzida pela adenina

Papel das celulas NKT no modelo experimental de nefrite tubulo-intersticial induzida pela adenina

Título alternativo Role of NKT cells in adenine-induced tubulointerstitial nephritis
Autor Aguiar, Cristhiane Favero Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo As doencas que afetam o compartimento tubulo-intersticial renal sao numerosas e variadas. A patogenese das doencas renais envolve a participacao de varios elementos da resposta imune. As celulas NKT constituem uma populacao distinta de linfocitos caracterizada pela reatividade a glicolipidios apresentados pela molecula CD1d. O objetivo do nosso trabalho foi analisar a participacao das celulas NKT em modelo experimental de nefrite tubulo-intersticial induzida pela inGestão excessiva de adenina. Utilizamos camundongos selvagens C57Bl/6j e camundongos nocautes para os genes Jα18 e CD1d, de 8-10 semanas. A racao contendo 0,25% de adenina foi oferecida aos animais durante 10 dias e os animais controle receberam a dieta padrao. Outro grupo de animais selvagens foram injetados uma vez com os agonistas de celulas NKT, αGalCer ou Sulfatideo, no mesmo dia de inicio da racao com adenina. Os animais foram sacrificados no 10º dia apos inicio da racao de adenina e amostras de sangue e tecido renal foram coletadas para analise da funcao renal, expressao genica, histologia e imunohistoquimica. Os dados foram apresentados atraves de media±desvio padrao e o teste ANOVA foi utilizado para comparacao dos grupos. Em relacao aos grupos de animais nocautes alimentados com racao suplementada com adenina, observamos um aumento significativo na expressao genica de KIM-1 e TNF-α no tecido renal, em relacao aos WT do grupo adenina. Houve tambem aumento significativo da fibrose intersticial renal nos animais Jα18 -/- do grupo adenina em relacao aos WT do mesmo grupo. No grupo de animais injetados com agonistas de celulas NKT, observamos diminuicao dos niveis de creatinina serica nos animais que receberam αGalCer e adenina e tambem nos que receberam Sulfatideo e adenina. Da mesma forma, houve diminuicao da expressao genica de IL-6 e TNF-α, reducao significativa da porcentagem de fibrose intersticial e da marcacao para FSP-1 e α-SMA nos animais do grupo adenina injetados com αGalCer e Sulfatideo, em relacao aos WT do grupo adenina. Portanto, juntos, esses dados indicam que as celulas NKT participam atenuando o processo de lesao renal induzida pela adenina. A ausencia dessas celulas leva a uma piora do quadro renal e a ativacao das mesmas e capaz de melhorar a funcao renal dos animais WT quando submetidos a inGestão de adenina
Palavra-chave Células T Matadoras Naturais
Nefrite Intersticial
Fibrose
Adenina
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 75 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 75 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23090

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta