Microangiopatia no fenômeno de Raynaud primário e secundário: telial, alterações anatômicas e distúrbios funcionais

Microangiopatia no fenômeno de Raynaud primário e secundário: telial, alterações anatômicas e distúrbios funcionais

Título alternativo Microangiopathy in primary and secondary RaynaudÆs phenomenon: serum markers of endothelial damage, anatomic and functional changes
Autor Camargo, Cintia Zumstein Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Kayser, Cristiane Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ciências da saúde aplicadas à reumatologia – São Paulo
Resumo Introdução: Microangiopatia e um evento central na patogenese da esclerose sistemica (ES).Objetivo: Avaliacao de alteracoes anatomicas e funcionais da microcirculacao mediante capilaroscopia periungueal (CPU) panoramica, videocapilaroscopia e laser Doppler imaging (LDI) e niveis sericos de endotelina-1 (ET-1), substancias reativas ao acido tiobarbiturico (TBARS), fator de crescimento endotelial vascular (VEGF), fator de crescimento transformador beta 1 (TGF-&#946;1) e fator de von Willebrand (fvW), em pacientes com fenomeno de Raynaud (FRy) primario, ES precoce e ES estabelecida, comparados a controles saudaveis.Materiais e metodos: Foi realizado um estudo transversal no qual foram selecionados 211 individuos, sendo 80 pacientes com ES definida segundo os criterios do Colegio Americano de Reumatologia, 46 pacientes com ES precoce segundo os criterios de LeRoy e Medsger (2001), 40 pacientes com FRy primario e 45 controles saudaveis. A CPU panoramica foi realizada com o auxilio de um estereomicroscopio com magnificacao de 10-25 vezes. A videocapilaroscopia foi realizada sob magnificacao de 200 vezes, com equipamento computadorizado com sistema de video Videocap 8.14 (DS Medica, Italia). Na CPU panoramica, foram avaliados os seguintes parametros: numero de alcas por milimetro, numero de capilares ectasiados, megacapilares, microhemorragias, capilares ramificados e escore de desvascularizacao. Na videocapilaroscopia, os mesmos parametros foram avaliados sob forma de escore correspondente variando de 0 a 3. O aparelho de laser Doppler imaging (Moor LDI, Moor Instruments, Axminster, UK), foi utilizado para analise do fluxo sanguineo do dorso da falange distal (FPD) dos 4 dedos da mao esquerda em condicoes basais e apos estimulo frio (EF) (imersao de ambas as maos em agua a 15&#61616;C por 60 segundos), seguido de monitoramento do fluxo sanguineo durante 30 minutos apos o EF. ET-1, fvW, TGF-&#946;1 e VEGF foram dosados por ELISA e TBARS por reacao acida. Resultados: A media de idade dos controles (48,4 ± 14,8 anos) foi semelhante a dos pacientes com ES precoce (48,9 ± 12,8 anos) e com ES estabelecida (51,3 ± 14,0 anos). O grupo de pacientes com FRy primario apresentou uma media de idade (40,4 ± 15,5 anos) significativamente menor em relacao ao grupo com ES estabelecida (p=0,001). Pacientes com ES estabelecida apresentaram maior numero/escore de capilares ectasiados, megacapilares e grau de desvascularizacao, e menor numero de capilares/mm em relacao aos grupos com ES precoce, com FRy primario e controles, tanto na CPU panoramica quanto na videocapilaroscopia (p<0,001). Na analise pelo LDI, os valores de fluxo de polpa digital (FPD) basal foram significativamente maiores no grupo controle em relacao a pacientes com FRy primario, ES precoce e ES estabelecida (FPD 525,4±97,4; 378,8±161,6; 387,9±175,7; 324,8±161,7 UP, p<0,001; respectivamente), assim como nos diferentes tempos apos EF. Houve queda significativa do FPD 1 minuto pos-EF em todos os quatro grupos, com recuperacao do FPD 10 min pos-EF em controles e pacientes com FRy primario e aos 20 e 17 min nos pacientes com ES precoce e ES estabelecida, respectivamente. Os niveis sericos de ET-1 foram significativamente maiores nos pacientes com ES estabelecida [1,7 (0,3-5,3) pg/ml] quando comparado aos grupos controle [1,3 (0-2,4) pg/ml] e com FRy primario [1,3 (0-2,2) pg/ml] (p<0,001). Niveis de atividade do fvW foram significativamente mais elevados nos grupos de pacientes com ES estabelecida [144,0 (27,8-252,8) %] e ES precoce [151,0 (39,5-250,1) %] quando comparados a controles [116,3 (14,5-196,7) %] (p=0,03 e p<0,001, respectivamente) e pacientes com FRy primario [102,8 (0,3-253,4) %] (p<0,001). Os niveis de VEGF foram significativamente mais elevados na ES estabelecida [284,5 (33,1-2109,8) pg/ml] quando comparado ao grupo com FRy primario [149,7 (41,0-1729,3) pg/ml] (p<0,001). Adicionalmente, os niveis de TGF-&#946;1 foram significativamente mais elevados no grupo com ES estabelecida [347,3 (21,1-2143,8) pg/ml] em comparacao aos controles [194,3 (0,5-1241,4) pg/ml]. Os niveis de ET-1, VEGF, atividade de fvW e TGF- &#946;1 foram semelhantes entre pacientes com ES precoce e estabelecida. Nao foi observada diferenca significativa entre os valores de TBARS entre os quatro grupos.Conclusao: No presente estudo pacientes com FRy primario e secundario apresentaram alteracoes morfologicas na microcirculacao significativamente distintas pelos metodos de CPU panoramica e videocapilaroscopia. Os pacientes com ES precoce apresentaram alteracoes funcionais da microcirculacao avaliadas pelo metodo de laser Doppler imaging semelhantes aos pacientes com ES estabelecida. Alem disso, os pacientes com doenca pre-clinica ja apresentavam algum grau de disfuncao vascular, demonstrada por niveis sericos de marcadores de lesao endotelial (fvW e ET-1), angiogenese (VEGF) e ativacao plaquetaria (TGF-&#946;1) semelhantes a pacientes com doenca estabelecida. Por outro lado, as alteracoes morfologicas visualizadas na CPU panoramica e videocapilaroscopia foram significativamente mais intensas nos pacientes com ES estabelecida em comparacao aos pacientes com ES precoce, demonstrando uma progressao da microangiopatia ao longo das diversas fases da doenca
Palavra-chave Doença de Raynaud
Angioscopia Microscópica
Fluxometria por Laser-Doppler
Marcadores Biológicos
Escleroderma Sistêmico
Idioma Português
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 91 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 91 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23088

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta