Estudo do sono em idosos independentes

Estudo do sono em idosos independentes

Título alternativo Sleep study of independent elderly
Autor Peron, Tatiana Cristina Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A qualidade do sono nos idosos e influenciada por diversos fatores, em especial as comorbidades. As repercussoes dessas alteracoes ainda sao controversas assim como os pontos de corte para definir apneia do sono atraves da polissonografia e a aplicacao dos questionarios de avaliacao dos disturbios do sono nessa faixa etaria. Objetivo: Avaliar o efeito das comorbidades no sono de pacientes idosos independentes. Materiais e Metodos: Foram convidados a participar da pesquisa idosos independentes, com idade &#8805; 60 anos, do ambulatorio da Disciplina de Geriatria e Gerontologia da Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo no periodo entre 02 de Marco a 11 de Dezembro de 2009. Eles nao faziam uso de dispositivo CPAP (continuous positive airway pressure), nao apresentavam demencia ou deficit auditivo grave. Os pacientes eram submetidos a avaliacao geriatrica ampla com escalas de funcionalidade (atividades basicas e instrumentais da vida diaria), testes cognitivos (mini exame do estado mental, teste do relogio, escala de depressao geriatrica), questionarios do sono como o indice de qualidade do sono de Pittsburgh (PSQI), Escala de Sonolencia de Epworth (ESS) e Questionario de Berlim (BQ), e posteriormente eram encaminhados para a realizacao de polissonografia (PSG) completa noturna em laboratorio do sono. Resultados: O numero de comorbidades &#8805; 5 apresentou associacao com maior indice e apneia e hipopneia (IAH), p=0,01, porem nao com microdespertares. Nao houve relacao entre indice de massa corporal (IMC) e IAH em idosos atraves do teste de variancia ANOVA (p=0,05). A correlacao de Spearman mostrou uma associacao com significancia estatistica (p=0,02), porem fraca (24%). Diabetes mellitus, dor cronica e depressao nao se associaram com os parametros da polissonografia. O uso de antidepressivos foi associado a uma menor quantidade de sono de ondas lentas (p=0,03). Foi encontrado um IAH &#8805; 5 eventos/h (ponto de corte em adultos) em 91,3% dos pacientes do estudo. Nao houve associacao do IAH com a idade atraves da regressao linear simples ou analisando atraves de grupos etarios. Houve diferenca estatistica entre os individuos com IAH &#8805; 10 eventos/h para a ocorrencia de cochilos diarios (p=0,04). Valores de IAH &#8804; 10 eventos/h nao se correlacionaram com a questao oSente que tem algum problema de sono?o A acuracia do PSQI, ESS e BQ foi baixa para identificar apneia do sono nesta populacao, entretanto o PSQI associou-se com a efiCiência do sono (p<0,001). Nao houve relacao da presenca de ronco aferido atraves da polissonografia com as variaveis da PSG ou com as comorbidades. Nao foi encontrado relacao entre o desempenho nos testes cognitivos e o IAH, sono de ondas lentas ou quantidade de sono REM (Rapid Eye Movement). Conclusao: O IMC e o IAH estao associados em idosos, porem com menor forca do que ocorre para a populacao adulta. Este dado vai ao encontro da literatura onde a obesidade e o principal fator de risco para sindrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS) em adultos. O IAH nao aumentou com a idade, provavelmente devido ao efeito plato que ocorre na SAOS apos os 60 anos. O PSQI, a ESS e o BQ nao apresentaram relacao com o IAH e microdespertares. Esses instrumentos demonstraram baixa acuracia para a avaliacao de disturbios do sono na populacao idosa, possivelmente por nao terem sido elaborados considerando as particularidades desta populacao
Assunto Humanos
Idoso
Sono
Obesidade
Comorbidade
Questionários
Índice de Massa Corporal
Humanos
Idoso
Idioma Português
Data 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 114 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 114 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23086

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)