Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23073
Title: Efeito da administração de células-tronco mesenquimais derivadas da medula óssea ou seu meio condicionado na obstrução ureteral unilateral em ratas
Other Titles: Effect of bone marrow-derived mesenchymal stem cells or their conditioned medium in unilateral ureteral obstruction in rats
Authors: Schor, Nestor [UNIFESP]
Silva, Andrei Furlan da [UNIFESP]
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Keywords: Fibrose
Células Mesenquimais Estromais
Meios de Cultivo Condicionados
Obstrução Ureteral
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Citation: SILVA, Andrei Furlan. Efeito da administração de células - tronco mesenquimais derivadas da medula óssea ou seu meio condicionado na obstrução ureteral unilateral em ratas. 2014. 91 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2014.
Abstract: O potencial efeito terapeutico das celulas-tronco mesenquimais (MSCs) e seu meio condicionado (CM) tem sido extensivamente estudados. Eles possuem a capacidade de reparar tecidos, reduzir inflamacao local e modular respostas imunologicas. A inflamacao tubulo-intersticial progride para fibrose e pode levar a doenca renal cronica (DRC). A obstrucao ureteral unilateral (UUO) e um modelo bem estabelecido de fibrose renal. No presente estudo examinamos fatores que podem ser influenciados pela administracao de MSCs ou de seu CM na modelo de UUO. As MSCs foram extraidas de femures e tibias de ratos, cultivadas in vitro e caracterizadas por citometria de fluxo e diferenciacao celular. Quatro grupos de ratas foram usados nos experimentos (n=7, cada): SHAM, UUO (Obstrucao Ureteral Unilateral), UUO+MSCs (Obstrucao+ MSCs) e UUO+CM (Obstrucao + CM). As MSCs ou seu CM foram administrados via veia cava abdominal apos total ligadura do ureter. Apos 7 ou 14 dias os animais foram eutanasiados e tiveram soro e rins coletados. Foram observadas reducoes nas expressoes de moleculas como COL1A1, α-SMA e TNF-α nos animais tratados com MSCs ou seu CM. Observou-se, por imunohistoquimica, reducoes nos niveis de caspase-3 ativada, α-SMA and PCNA nos animais tratados. Os resultados sugerem que a administracao intravenosa de MSCs ou de seu CM reduz a progressao da fibrose e modula fatores envolvidos na apoptose, inflamacao proliferacao celular e transdiferenciacao epitelio-mesenquimal (EMT) em ratas Wistar submetidas a UUO, indicando uma possivel ferramenta na prevencao ou reducao na progressao para DRC
URI: http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23073
Appears in Collections:Tese de doutorado

Files in This Item:
File SizeFormat 
Tese-14334.pdf1.37 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.